Início Crime República Dominicana emite mandado de captura de três franceses, incluindo eurodeputado

República Dominicana emite mandado de captura de três franceses, incluindo eurodeputado

602
0

Santo Domingo, 23 nov (Lusa) – As autoridades judiciais da República Dominicana emitiram um mandado de captura de três franceses, incluindo o eurodeputado Aymeric Chauprade, pela sua participação na fuga do país de dois cidadãos da França condenados à prisão por tráfico de droga.

Os outros dois franceses visados pelo mandado de prisão internacional são Christophe Naudin, criminologista e especialista em segurança aérea, e Pierre Malinowski, assistente parlamentar em Estrasburgo de Jean-Marie Le Pen, antigo presidente do partido de extrema-direita Frente Nacional.

Segundo o procurador-geral, Francisco Dominguez Brito, o mandado internacional foi emitido depois de “as autoridades dominicanas terem apresentado provas do seu presumível envolvimento na fuga” dos dois pilotos franceses.

Publicidade

Os três homens reconheceram terem estado implicados na fuga dos dois compatriotas.

O procurador anunciou a difusão pela Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) de um mandado de captura internacional através de um “alerta vermelho”.

“Isto significa que se um ou vários deles quiserem sair de território francês para um outro país, serão detidos para responder diante da justiça dominicana”, declarou o procurador.

Os pilotos Pascal Fauret e Bruno Odos foram condenados a 20 de anos de prisão pela justiça dominicana por tráfico de droga no denominado caso “Air Cocaína”.

Pascal Fauret e Bruno Odos foram detidos em março de 2013, juntamente com Nicolas Pisapia, passageiro do avião que pilotavam, e Alain Castany, um alegado corretor, quando estavam prestes a sair de Punta Cana.

Os pilotos, que estavam em liberdade ainda que impossibilitados de sair da República Dominicana, enquanto aguardavam pelo julgamento em segunda instância, justificaram a sua fuga para França com o argumento de que não há justiça na República Dominicana e que foram condenados por serem franceses.

Segundo as autoridades locais, os quatro foram detidos quando se preparavam para descolar num aparelho Dassault Falcon 50 com 26 malas que continham 680 quilos de cocaína, sendo que todos alegam inocência.

Quatro cidadãos da República Dominicana foram condenados a penas entre cinco e dez anos de prisão por envolvimento neste caso.

Pouco após o regresso a França, os dois pilotos foram colocados sob prisão preventiva pela justiça francesa, no âmbito de uma ivestigação sobre tráfico internacional de droga.

A justiça francesa confirmou no passado dia 19 a manutenção da medida.

Artigo anterior‘Rocket’ palestiniano atinge sul de Israel – exército
Próximo artigoLC: Benfica e FC Porto a um passo do acesso prematuro aos ‘oitavos’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui