Início Culturas Músicos José Barros e Mimmo Epifani apresentam em Sintra projeto luso-italiano

Músicos José Barros e Mimmo Epifani apresentam em Sintra projeto luso-italiano

927
0

Os músicos José Barros, ex-Navegante, e o italiano Mimmo Epifani apresentam, na sexta-feira, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, o projeto “Mar da Lua”, que cruza as tradições musicais italiana e portuguesa.

Os dois músicos têm participado, ao longo da última década, em diversas colaborações musicais e projetos internacionais, até que decidiram criar um projeto conjunto que cruza tradições musicais italianas e portuguesas, como o fado e a canção napolitana.

A ideia, explicou José Barros à Lusa, “é fortalecer e cruzar os laços musicais entre o fado e a canção napolitana, entre os ritmos portugueses da chula, do vira, da toada beirã, etc., com a tarantela ou a ‘pizzica’ do sul de Itália, entre o pandeiro ou adufe português e o ‘tamburello’ também do sul de Itália”.

Publicidade

José Barros e Mimmo Epifani sobem ao palco sintrense no mesmo dia em que o álbum “Mar da Lua” é editado pela Tradisom, e voltam a apresentar o projeto no sábado, em Lisboa, no espaço B.Leza, ao Cais do Sodré.

O CD é constituído por 13 temas, cantados em italiano e português, entre inéditos e outros repescados dos repertórios tradicionais ou de Amália Rodrigues, Alberto Ribeiro, José Afonso, Roberto Murolo ou Lucio Dalla.

José Barros é multi-instrumentista, ex-líder do grupo Navegante e, neste CD, além da voz, toca violas braguesas e cavaquinhos, enquanto Mimmo Epifani toca bandola e bandolim, além de cantar.

O disco conta ainda com a participação dos músicos Armindo Neves, João Balão e Francesco Valente e, como convidados, tem Vasco Sousa, José M. David, Jorge Varracoso, José Elmiro, Guilherme Banza, Abel Batista e Eugenio Benatto.

Alguns destes músicos também vão estar no palco no Olga Cadaval.

Do repertório de Amália Rodrigues, intérprete que gravou vários temas em italiano, é recriado “É ou não é”, de Alberto Janes, e “Alfama”, de Ary dos Santos e Alain Oulman.

De Alberto Ribeiro, surge o tema “Coimbra”, de José Galhardo e Raúl Ferrão, enquanto de José Afonso vem “Verdes são os campos”, com texto de Luiz de Camões.

De Lucio Dalla, cantautor italiano que tem musicado e interpretado vários poemas de Fernando Pessoa e seus heterónimos, José Barros e Mimmo Epifani recriam a canção “Caruso”, de homenagem ao tenor italiano falecido em 1921.

Do repertório de Roberto Murolo, os dois músicos recuperam a canção “Reginella”, de Libero Bovio.

Os dois músicos recuperam ainda um tema do cancioneiro da região italiana de Puglia, “Damme nu riccio”.

O título escolhido, “Mar da Lua”, segundo José Barros, “simboliza este mar que nos afasta, mas também que tanto nos aproxima”.

Entre os temas assinados pelos dois músicos, destacam-se ainda “Lisboa”, que abre o CD, “A sina em Portugal”, “La volutu tu” e “Pizzicavaquinho”.

Artigo anteriorLuxemburgo: Acidente na A6, motorista levemente ferido
Próximo artigoLuxemburgo: Mandar uma beata para o chão vale 49 euros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui