Início Atualidade Meia centena de empresas lusas em feira mundial em Paris

Meia centena de empresas lusas em feira mundial em Paris

1087
0

Cinquenta e sete empresas portuguesas vão participar no Mondial du Bâtiment, no início de novembro, em Paris, “a feira mais importante da área da construção em França”, disse à Lusa António Silva, delegado da AICEP em Paris.

“É a feira mais importante da área da construção que se realiza em França e é um setor em que as empresas portuguesas têm despertado um crescente interesse do mercado francês. Todos os anos, as empresas têm vindo a aumentar a sua presença”, continuou o responsável da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

O Mondial du Bâtiment (Mundial da Construção) – que começa hoje e termina no dia 6 de novembro – vai juntar três feiras no Parque de Exposições de Paris-Nord Villepinte: a Batimat, dedicada aos fabricantes de materiais de construção e equipamentos para a construção civil; a Interclima+Elec, especializada em equipamentos elétricos e climatização, e a Ideo Bain, com equipamentos para casas de banho.

Publicidade

Portugal vai ter 49 empresas na Batimat, cinco na Interclima e três na Ideo Bain, sendo 13 empresas apoiadas pela Associação Empresarial de Portugal (AEP), ao abrigo do programa de internacionalização “Business on the way”, uma iniciativa cofinanciada pelo Programa Operacional Competitividade e Internacionalização – Compete 2020.

“Normalmente, as feiras na Europa têm um histórico de importância global. Este é um evento mundial dos materiais de construção muito ligado à inovação e torna-se essencial estar presentes. O mercado português tem vários ‘players’ que podem fornecer as cadeias ligadas a este setor”, explicou à Lusa Mónica Moreira, responsável pelo departamento de Internacionalização da AEP.

A edição deste ano do Mondial du Bâtiment pretende mostrar as principais inovações num contexto de transição energética, a menos de um mês do início da 21ª Conferência do Clima (COP 21), que também se vai realizar em Paris, de 30 de novembro a 11 de dezembro.

“Temos empresas portuguesas bastante desenvolvidas na área das energias renováveis e mesmo na área de reutilização de materiais. Temos várias empresas que dão cartas nesse sentido”, continuou Mónica Moreira, destacando, ainda, a procura de oportunidades de exportação para os países da África subsaariana que são os convidados de honra do salão.

O Mondial du Bâtiment vai juntar 2.600 expositores de 150 países, sendo esperados 350.000 visitantes profissionais, o que torna o salão num local de negócios de contacto direto entre expositores e visitantes franceses e do mundo inteiro.

Artigo anteriorFernando Santos anuncia sexta-feira convocados para jogos com Rússia e Luxemburgo
Próximo artigoApp portuguesa selecionada para ir ao Web Summit de Dublin

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui