Início Crime Mali/Atentado: Dois atacantes mortos

Mali/Atentado: Dois atacantes mortos

1151
0

Há registo pelo menos 18 mortos no sequestro que decorreu esta sexta-feira na capital do Mali, confirmou o ministro da Segurança Interna. Representantes da Nações Unidas no terreno falam de pelo menos 27 mortos. As nacionalidades das vítimas são ainda desconhecidas, mas há registo de um cidadão belga entre as vítimas mortais deste ataque reivindicado por dois grupos ligados à al Qaeda.

Forças especiais francesas e norte-americanas participaram na operação de libertação de mais de 130 reféns Radisson Blu, um hotel de luxo no centro da capital do Mali. A libertação dos reféns terminou por volta das 16h00, ao fim de quase nove horas de sequestro.

Dois atacantes foram mortos pela polícia, mas há um grupo de terroristas, sem qualquer refém, que se isolou nos andares superiores do hotel, a que as autoridades ainda não conseguiram aceder, segundo a informação disponibilizada por uma fonte do Ministério da Segurança.

Publicidade

Ao início da manhã, o grupo de atacantes chegou a ter 170 reféns. Horas depois, por volta das 13h50, a televisão pública do Mali noticiava a libertação de alguns reféns. Os jihadistas mantiveram 125 clientes e pelo menos 13 empregados do hotel sob sequestro, número que não se alterou até à intervenção policial coordenada entre forças de vários países.
Ataque reclamado por dois grupos
O Ministério da Defesa confirma a presença de cidadãos de pelo menos oito nacionalidades, incluindo oito argelinos,  dois alemães, quatro belgas, sete chineses, seis norte-americanos e doze franceses, vinte indianos e nove turcos.

Até agora, pelo menos dois grupos de jihadistas reivindicaram estes ataques. O Al-Mourabitoun, ramo da al Qaeda no Mali desde 2013, e o Ansar al-Din, também com ligações ao grupo extremista.

As autoridades ainda não conseguiram confirmar esta informação. Um representante dos Estados Unidos, especialista no combate ao Estado Islâmico, disse à televisão norte-americana MSNBC que “ainda é cedo” para determinar se este ataque está ligado aos atentados de Paris, ocorridos há exatamente uma semana.

Artigo anteriorMensagem de pesar pelas vítimas dos atentados de 13 novembro – Secção PSD Paris
Próximo artigoPEV diz que se impõe nova solução de Governo liderada pelo PS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui