Início Educação Currículo Luxemburgo: Curso “Vida e Sociedade”, programa-diretor e áreas temáticas

Luxemburgo: Curso “Vida e Sociedade”, programa-diretor e áreas temáticas

1479
0

Luxemburgo. O Ministério da Educação, Infância e Juventude lançou o Programa-Diretor (Rahmenlehrplan) do novo curso “Vida e Sociedade.”

O programa-diretor baseia-se no documento-quadro, publicado em Março de 2015, descrevendo o seu conceito, os objectivos políticos, as orientações gerais e os princípios fundamentais do novo curso.

O programa-diretor foi desenvolvido por um grupo de trabalho composto por professores do ensino religioso e de educação moral e social. O enquadramento e o aconselhamento científico foram fornecidos pelo Prof. Oelkers da Universidade de Zurique (Institut für Erziehungswissenschaften) e uma equipa de especialistas da Pädagogische Hochschule Zürich.

Publicidade

O programa-diretor descreve os objectivos e a estrutura do curso “Vida e Sociedade.” Ele leva em conta o contexto específico do Luxemburgo, em particular a diversidade da população. O viver-juntos, a abertura e a tolerância na nossa sociedade multicultural estão, de facto, no centro do curso “Vida e Sociedade.”

O programa-diretor define seis grandes áreas temáticas em torno do qual giram o novo curso: Eu; Eu e os outros; Modos de vida, mundo e da sociedade; Os seres humanos, a natureza e a tecnologia; Cultura e Comunicação; Grandes questões da vida. Todos relacionados com a convivência, estas áreas temáticas formarão a linha vermelha que assegurará a continuidade e a consistência de todas as classes do ensino básico e secundário. Para cada classe, as áreas temáticas são divididas em temas, adequados à idade e aos interesses dos estudantes.

Nas próximas semanas, o ministério vai convidar parceiros interessados numa discussão sobre programa-diretor e as áreas temáticas.

O curso “Vida e Sociedade” substituirá a instrução religiosa e a educação moral e social de todas as classes das escolas públicas. Ele será introduzido em 2016-2017 no ensino secundário e secundário técnico e em 2017-2018 no ensino básico.

Comunicado do ‘ministère de l’Éducation nationale, de l’Enfance et de la Jeunesse’

Artigo anteriorChina perdeu metade da sua vida selvagem nos últimos 40 anos
Próximo artigoAlemanha: “provavelmente” sete corpos de bebés encontrados num apartamento

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui