Início Comunidades Instituições britânicas precisam de maior empenho para chegar à comunidade portuguesa

Instituições britânicas precisam de maior empenho para chegar à comunidade portuguesa

739
0

As autoridades e instituições em Londres devem empenhar-se mais para interagir com uma comunidade portuguesa pouco participativa civicamente, refere um estudo que vai ser apresentado na quinta-feira.

O estudo, que se concentrou sobre a comunidade portuguesa residente no município de Lambeth, no sul da capital britânica, foi encomendado pela London Community Foundation (LCF) sobre as circunstâncias e as necessidades da comunidade lusófona.

“Não é só a comunidade portuguesa que tem de um fazer esforço, a LCF também tem de se dar a conhecer e o próprio município devia ter mais interesse nos interlocutores da comunidade portuguesa”, disse à agência Lusa a autora, Maria João Nogueira.

Publicidade

Sendo a LCF uma instituição que gere fundos de apoio a atividades comunitárias, o objectivo da pesquisa era identificar potenciais alvos para a concessão de bolsas de financiamento.

O estudo começou por notar o contraste entre o número de residentes recenseados, cerca de 7.000, e a dimensão real da comunidade, estimada entre 30.000 e 35.000 lusófonos.

“Existe pouca participação da comunidade nos recenseamentos ou nas eleições”, constatou a autora do estudo.

Outro sinal da falta de integração são a falta de conhecimento do inglês, a língua local, o que cria barreiras nos acessos a serviços como a habitação, saúde, apoio aos idosos ou emprego, entre outros.

A LCF reconheceu que aulas de inglês, sobretudo para emigrantes portugueses com mais idade, serão uma prioridade no futuro.

Porém, o primeiro passo será a apresentação pública deste estudo na quinta-feira, em Londres, a que se seguirá um debate e contactos com instituições e personalidades da comunidade portuguesa.

Artigo anteriorDudelange: Falsos funcionários “contam” água, luz e gás
Próximo artigoRomaria de S. Martinho de Penafiel oferece uma tonelada de castanha assada

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui