Início Mundo Europa Ataques racistas na Escócia aumentaram depois dos atentados de Paris

Ataques racistas na Escócia aumentaram depois dos atentados de Paris

1186
0

O número de ataques racistas ou de caráter religioso na Escócia aumentou depois dos atentados de Paris, tendo sido registados 64 incidentes durante a semana, revelou a polícia escocesa em comunicado.

“Lamento anunciar que, depois dos atentados de Paris, na sexta-feira passada, foram reportados 64 ataques com motivações racistas e religiosas”, refere o diretor-adjunto da polícia escocesa, Iain Livingstone.

De acordo com a mesma nota, foram já instaurados 40 processos judiciais.

Publicidade

Segundo a polícia escocesa, foram tomadas “precauções suplementares” no sentido de se responder a ameaças terroristas internacionais, assim como aos delitos de natureza racista.

Por comparação, as autoridades recordaram que o número de ataques racistas e xenófobos na Escócia durante 12 meses, entre março de 2014 e 2015, foi de 71, praticamente os mesmos registados durante a semana que ainda decorre.

Iain Livingstone não identificou as comunidades onde se verificaram os casos de racismo e xenofobia.

O advogado Aamer Anwar, consultado pela France Presse, afirmou que se verifica um aumento “considerável” de ataques dirigidos a muçulmanos.

Anwar destacou o ataque contra o proprietário de um restaurante, um caso de fogo posto que provocou prejuízos materiais num centro comercial muçulmano e ameaças dirigidas ao ministro escocês para a Europa e o Desenvolvimento Internacional, Humza Yousaf.

Artigo anteriorJesus diz que dificilmente será surpreendido por Rui Vitória
Próximo artigoPortugal recebe quase 6,5 milhões de euros de Bruxelas para a agricultura

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui