Início Crime Alemanha: “provavelmente” sete corpos de bebés encontrados num apartamento

Alemanha: “provavelmente” sete corpos de bebés encontrados num apartamento

2164
0
Um carro da polícia, 13 nov 2015, numa casa em Wallenfels, onde os corpos de várias crianças foram encontrados. Nicolas Foto Arm. AFP

Wallenfels, Bavaria. A polícia alemã disse, hoje, sexta-feira ter encontrado em Wallenfels, Bavaria (sul), os restos de “provavelmente” sete bebés num apartamento.

“Cerca das 16h00 de quinta-feira, um habitante de Wallenfels descobriu os restos de um bebé e chamou os serviços de emergência. A polícia chamada ao local encontrou, num quarto, vários corpos de bebés. A polícia criminal e o procurador de Coburg partem do princípio que há provavelmente sete mortos “, disse a polícia num comunicado.

“A anterior habitante da casa em Wallenfels, uma mulher de 45 anos, não foi presa nem interrogada”, disse a mesma fonte.

Publicidade

Um exame forense dos corpos está em curso desde o amanhecer para determinar as datas e as causas da morte, mas pode levar algum tempo devido ao “mau estado” de alguns dos corpos.

“Não são esperados resultados antes do início da próxima semana”, de acordo com a polícia e os procuradores.

Os investigadores tinham inicialmente anunciado, na quinta-feira, a descoberta de “vários corpos de bebés” no período da tarde, mas a imprensa local citava apenas dois corpos.

A Alemanha já conheceu vários casos de homicídios múltiplos de bebés pelas próprias mães, nos últimos anos.

Em outubro de 2013, também na Baviera, dois corpos de bebés foram descobertos durante uns trabalhos de construção. O inquérito revelou que eles nasceram na década de 1980, mas o homicídio tinha prescrito.

Em 2011, uma mulher alemã admitiu estar por trás da morte da sua filha e dos seus dois filhos em setembro de 2004, junho de 2006 e março de 2009. Os óbitos foram classificados inicialmente como “morte súbita no berço”, mas a polícia desencadeou uma investigação após o terceiro caso.

Em 2000, uma alemã de 28 anos, foi condenada em Chemnitz (leste) a 13 anos e meio de prisão por matar três dos seus recém-nascidos e congelado os seus corpos, posteriormente.

Artigo anteriorLuxemburgo: Curso “Vida e Sociedade”, programa-diretor e áreas temáticas
Próximo artigoResponsável indonésio quer piranhas e tigres, além de crocodilos, a guardar prisão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui