Início Emprego A ADEM rotulou as primeiras “empresas, parceiros para o emprego “

A ADEM rotulou as primeiras “empresas, parceiros para o emprego “

840
0

Durante a conferência de imprensa do dia 5 de novembro de 2015, Nicolas Schmit, Ministro do Trabalho, Emprego e da Economia social e solidária, e Michel Wurth, presidente da União das Empresas luxemburguesas (UEL) apresentaram a denominação “empresas, parceiros para o emprego”, concedido às empresas que se associam à Agência para o Desenvolvimento do Emprego (ADEM) em torno de um acordo de parceria a favor do emprego.

Estes acordos bilaterais entre a ADEM e as empresas signatárias são uma parte fundamental do acordo entre o Governo e a UEL, em janeiro, a fim de reforçar a competitividade das empresas e contribuir para a redução do desemprego e o crescimento económico.

As primeiras empresas receberam a denominação “parceiros para o emprego” no dia 5 de novembro de 2015. Estas 22 empresas de diferentes setores têm o foco na grande distribuição. As discussões com outras empresas estão em curso e a ADEM vai apresentar regularmente um inventário com as denominações atribuídas.

Publicidade

O ministro Nicolas Schmit congratulou-se com o espírito de diálogo que é a base da denominação. “Num mercado atípico, onde o desemprego permanece elevado, enquanto a criação de emprego é significativa, temos de encontrar soluções inovadoras para facilitar o acesso ao emprego para os candidatos.

Em parceria com a ADEM, as empresas com esta denominação dão um sinal de responsabilidade social no mercado de trabalho nacional. “Uma especial atenção é dada realmente ao acesso ou retoma ao emprego para a maioria das pessoas numa situação mais frágil: jovens, pessoas mais velhas à procura de emprego e desempregados de longa duração, aptos para o mercado de trabalho.

Michel Wurth sublinhou: “A UEL e os seus membros querem ter uma ação forte na luta contra o desemprego. O programa “empresas, parceiros para o emprego” é a materialização desse compromisso, através do envolvimento da ADEM ao nosso lado. Espero que todas as empresas se envolvam nesta iniciativa e contribuam para mostrar, por exemplo, que o desemprego não é um flagelo inevitável.”

Convém recordar que o principal objectivo das “empresas, parceiros para o emprego” é o recrutamento adicional de 5.000 candidatos a emprego ao longo de 3 anos.

Comunicado da Agence pour le développement de l’emploi (ADEM)

Artigo anteriorArte das Musas organiza Festival Internacional de Músicas Antigas a Idanha-a-Nova
Próximo artigoBraga perde em Marselha, mas continua em boa posição de apuramento na Liga Europa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui