Início Ambiente Cimeira do Clima: manifestação silenciosa a favor do planeta

Cimeira do Clima: manifestação silenciosa a favor do planeta

1360
0
Foto Boris Allin. Libération.

Paris. Chinelos de crianças, botas cheias de flores, sapatilhas com uma palavra para o planeta: milhares de sapatos estavam a cobrir, no domingo de manhã, a Praça da República, em Paris, onde a marcha pelo clima foi cancelada depois dos ataques de Paris.

Esta gigantesca manifestação, que cobre um terço da praça da República, é “um monumento simbólico da determinação das pessoas para serem ouvidas“, diz Emma Rubi Sachs, diretora adjunta da Avaaz, um movimento global de mobilização dos cidadãos, na iniciativa da operação.

A estátua no centro da praça tornou-se para os parisienses como um local de encontro e memorial, espontâneo, após os atentados que atingiram a capital em 13 de novembro.

Publicidade

Todos os sapatos estão orientados na direção da Place de la Nation, onde o evento vai ser realizado. “É uma experiência incrível caminhar entre os milhares de pares. As pessoas podem sentir a dor de vozes silenciadas mas também esperar que esta conferência possa salvar o planeta “, acrescentou.

Com três pares de sapatos, Raphaël, 24 anos, um estudante de doutoramento em Louvain-la-Neuve (Bélgica), veio propositadamente de Bruxelas para participar no evento. “Era mais importante para mim poder manifestar-me, mas pelo menos mostro que muitas pessoas se deslocaram aqui” concluiu.

Entre os sapatos de anónimos, apareceram alguns pares de VIP’s: os sapatos de corrida do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, as botas da atriz Marion Cotillard, os saltos agulha do famoso designer de moda Vivienne Westwood. “Até o Papa Francisco enviou um par“, acrescentou um membro da campanha da Avaaz.

Libération

 

Artigo anteriorTurquia: recolher obrigatório depois da morte do advogado Tahir Elçi
Próximo artigoAlemanha estima enviar 1.200 soldados para a Síria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui