Início Saúde 14 de novembro: Dia Mundial da Diabetes – “Vamos agir agora, para...

14 de novembro: Dia Mundial da Diabetes – “Vamos agir agora, para mudar o nosso futuro!”

2288
0

Confrontados com a ameaça crescente para a saúde que representa a diabetes, a Federação Internacional da Diabetes (FID) e a OMS (Organização Mundial de Saúde), criaram em 1991, o “Dia Mundial da Diabetes”, celebrado todos os anos em 14 de novembro .

A diabetes é uma doença cuja gravidade ainda é subestimada pelo público, uma vez que ela aumenta sete vezes o risco de amputação, e duas vezes os ataques cardíacos. Esta doença que continua a crescer, é responsável por 5 milhões de mortes todos os anos, em todo o mundo.

No Grão-Ducado, a prevalência da diabetes está estimada em 4,5% da população. Cerca de 20.000 pessoas com diabetes estão sob tratamento, enquanto muitos diabéticos ignoram que o são e, portanto, não estão a ser tratados. A diabetes está fortemente correlacionada com a idade e apresenta maiores taxas de prevalência entre 15% da população com idade superior a 65 anos (fonte: Diabcare 2000-2010).

Publicidade

Mundialmente, a prevalência da diabetes aumenta drasticamente e rapidamente em todos os países. Cerca de 400 milhões de adultos tiveram diabetes em 2014, e prevê-se que cerca de 600 milhões de pessoas até 2035. A maioria dos casos são diabetes tipo 2, influenciada pelo estilo de vida.

A adoção de uma alimentação saudável e equilibrada, até 70% dos casos de diabetes tipo 2 podem ser prevenidas ou retardadas, e até 11% dos custos totais dos cuidados de saúde relacionados com a diabetes poderiam ser economizados.

Recomendações para um estilo de vida saudável

Um estilo de vida saudável não só previne o aparecimento da diabetes tipo 2, como é também uma parte importante da gestão eficaz da diabetes tipo 1 e das suas complicações.

Entre as recomendações dietéticas da FID e da OMS para reduzir o risco de diabetes tipo 2, e gerir melhor a diabetes tipo 1, figuram nomeadamente:

  • Substitua bebidas açucaradas, refrigerantes e sumos de fruta por água, café e chá sem açúcar;
  • escolher nozes ou iogurte sem açúcar como um lanche;
  • deixar o tabaco e limitar o sal.

Comunicado do ‘ministère de la Santé’

Artigo anteriorLuxemburgo: Trabalhos na auto-estrada A3
Próximo artigoChina perdeu metade da sua vida selvagem nos últimos 40 anos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui