Início Acidentes Psicólogos acompanham familiares das vítimas do naufrágio na Figueira da Foz

Psicólogos acompanham familiares das vítimas do naufrágio na Figueira da Foz

1028
0
Familiares dos pescadores de um arrastão com mais de 20 metros que hoje naufragou à entrada do porto da Figueira da Foz choram durante a assistência médica a dois sobreviventes do naufrágio, Figueira da Foz, 7 de outubro de 2015. PAULO NOVAIS/LUSA

Figueira da Foz, Coimbra, 07 out (Lusa) – Quatro psicólogos estão a dar apoio aos familiares dos quatro pescadores desaparecidos na sequência do naufrágio do arrastão que se virou na terça-feira, à entrada do porto da Figueira da Foz, disse fonte da autarquia.

Os psicólogos, dois do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e outros dois da Câmara Municipal da Figueira da Foz, estão a acompanhar, na praia do Cabedelo, junto ao local onde decorrem as buscas, os familiares dos desaparecidos, três pescadores residentes a sul da Figueira da Foz e um outro oriundo de Mira.

A Polícia Marítima restringiu hoje o acesso ao molhe sul do porto da Figueira da Foz – junto à “cabeça” do qual, na entrada da barra, é visível o navio virado e afundado – a elementos participantes nas buscas e aos órgãos de comunicação social, limitando, deste modo, a afluência de pessoas ao local, depois de na terça-feira o molhe ter sido “invadido” por centenas de populares que criticaram a atuação dos meios de socorro.

Publicidade

A operação de busca está a decorrer com a utilização de mergulhadores forenses e da Polícia Marítima, um helicóptero da Força Aérea e, ao largo, a patrulha oceânica Figueira da Foz, para além de duas lanchas rápidas da Marinha e um rebocador portuário.

O naufrágio ocorrido na terça-feira provocou uma morte, havendo ainda quatro pescadores desaparecidos. Foram resgatadas duas pessoas com vida.

 

Artigo anteriorBerna quer melhorar a protecção às vítimas de violência doméstica
Próximo artigoPrendas aos árbitros: FPF reencaminha dossiê para Ministério Público

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui