Início Refugiados Juncker ralha com Estados membros por não cumprirem promessa de ajuda

Juncker ralha com Estados membros por não cumprirem promessa de ajuda

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, criticou esta quinta-feira os Estados-membros por não cumprirem as suas promessas de ajuda humanitária para ajudar a resolver a designada crise dos refugiados, salientando a "urgência" daquela ajuda.

877
0

“A crise dos migrantes que estamos a viver não vai estar terminada no Natal, é uma crise que vai durar e é precisa uma ação de longo prazo”, afirmou, durante uma reunião de partidos conservadores europeus em Madrid.

Os Estados-membros da União Europeia comprometeram-se com contribuições financeiras num total de 2,3 mil milhões de euros, mas até agora só entregaram 275 milhões de euros.

“Não vemos escrever poemas ou fazer promessas, vamos agir, porque há urgência. Temos de estar conscientes das nossas responsabilidades”, disse Juncker.

Publicidade

Está a aparecer uma linha divisória entre governos europeus, com uns a verem a crise, antes de tudo, como uma questão de segurança, que exige uma ação forte no controlo das fronteiras europeias, a redução do fluxo de migrantes, o repatriamento dos que não têm direito a asilo e pagar a Estados terceiros, se for preciso, para que fiquem com os migrantes ou os mantenham afastados da Europa, e outros a considerarem o problema, antes de mais, como uma questão humanitária.

Artigo anteriorLuís Filipe Vieira quer continuidade de Gaitán no Benfica por muitos anos
Próximo artigoMais de 12.000 refugiados entraram na Eslovénia nas últimas 24 horas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui