Início Acidentes Criança baleada foi transferida para o Porto com prognóstico reservado

Criança baleada foi transferida para o Porto com prognóstico reservado

1248
0
Foto CMTV

S. Paio de Merelim, Braga, 09 out (Lusa). Um menino de nove anos foi esta sexta-feira à tarde assistido pelo INEM, em Braga, a um ferimento na cabeça “muito grave” provocado pelo disparo de uma arma de fogo, confirmou à TVI24 fonte da GNR de Braga.

O menino foi levado para o Hospital de Braga, onde esteve aos cuidados da equipa de emergência pediátrica, a aguardar transferência, o mais breve possível, para uma outra unidade hospitalar com cuidados intensivos pediátricos, declarou à TVI24 fonte hospitalar. Algumas horas depois a criança foi transferida para o Hospital de São João, no Porto, com “prognóstico reservado”.

De acordo com a mesma fonte da GNR de Braga, o disparo terá resultado de uma brincadeira entre duas crianças. Segundo a Lusa, os menores encontraram a arma numa gaveta em casa do tio da criança baleada.

Publicidade

Os militares foram chamados à freguesia de São Paio de Merelim por volta das 16:45. O revólver era ilegal. O padrinho da vítima foi detido pela PJ, tendo sido encontradas várias armas também ilegais na residência.

“Os dois rapazes estavam a brincar na garagem da moradia, enquanto dois adultos, o padrinho do rapaz alvejado e o pai do que disparou a arma, conversavam dentro da habitação”, explicou o tenente coronel Vaz Lopes da GNR de Braga.

Os dois rapazes encontraram o revólver, que estava guardado na garagem, e “decidiram experimentá-lo, tendo um deles virado a arma à cabeça do outro”, acrescentou ainda o responsável da GNR. De acordo com a GNR, o revólver foi apreendido. Fonte policial adianta que a arma estava, de facto, guardada na garagem, mas o acidente ocorreu no quarto, dentro da casa.

A vítima costumava ir para casa do tio-avô na zona residencial da freguesia de S. Paio de Merelim. O tio-avô está aposentado e as duas crianças iam com frequência para a moradia no final das aulas. Eram bons amigos e brincavam quase todos os dias juntos. A vítima ficava na casa do familiar até que a mãe, que tem um cabeleireiro nas proximidades, terminasse o trabalho e o fosse buscar.

Pouco depois das 20h, a vítima deu entrada no Hospital de S. João, confirmando-se o “prognóstico reservado”. Segundo fonte hospitalar, a criança está internada na unidade de cuidados intensivos pediátricos para avaliação das lesões cerebrais.

Militares da GNR e inspectores da PJ deslocaram-se para o local por volta das 18h, assim como elementos do Laboratório de Polícia Científica da PJ, que estiveram a recolher vestígios que poderão vir a ajudar na investigação.

Ao contrário do que acontece em países como os EUA e mesmo o Brasil, os casos de crianças e jovens que disparam sobre outras ou sobre si próprias não são comuns em Portugal. Ainda assim, não são inéditos. Quase sempre, o acidente acontece em contexto de brincadeira.

Artigo anteriorPrimeira edição do Sintra Press Photo abre hoje dedicado ao “Conflito”
Próximo artigoBruno de Carvalho acha que PJ “está perto” de apanhar responsáveis do Football Leaks

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui