Início Política Clinton arranca debate democrata com promessa de lutar contra a desigualdade nos...

Clinton arranca debate democrata com promessa de lutar contra a desigualdade nos EUA

569
0
(Foto by Alex Wong/Getty Images)

Las Vegas, Estados Unidos da América, 14 out (Lusa) – A aspirante à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton prometeu, na terça-feira, lutar para reduzir a desigualdade no país, no arranque do primeiro debate presidencial democrata que decorre em Las Vegas (Nevada).

Clinton iniciou assim a sua intervenção, durante a qual prometeu lutar para elevar o salário mínimo e esbater as diferenças entre homens e mulheres ou ainda conceder às famílias licença de paternidade, cuja atribuição ainda depende das próprias empresas.

“Farei todo o possível para juntar de novo o meu país economicamente”, afirmou a antiga chefe da diplomacia norte-americana.

Publicidade

Clinton insistiu na necessidade de se “fortalecer a classe média”, declarando-se “progressista”, mas uma “progressista que consegue fazer as coisas”, numa referência às propostas mais esquerdistas do seu principal rival para as primárias, o senador Bernie Sanders.

Para Clinton, os Estados Unidos precisam de “mudar o sistema fiscal” e obrigar os mais ricos a contribuírem “de uma forma mais justa” e de fazer com que as empresas partilhem os seus proventos com os trabalhadores.

Questionada sobre a sua opinião relativamente ao sistema capitalista, considerou ser preciso impor determinados limites para não aumentar a desigualdade, mas também reconheceu que não se pode “virar as costas ao sistema que transformou a classe média dos Estados Unidos na mais pujante”.

Bernie Sanders, por seu turno, apoiado por aplausos da assistência, frisou não ser parte do sistema de “casino capitalista” que está a criar uma “economia defraudada” nos Estados Unidos da América.

“Acredito numa sociedade em que todas as pessoas fazem bem, não apenas os milionários de Wall Street”, disse o senador independente de Vermont.

O debate conta com mais três participantes: o antigo governador de Maryland Martin O’Malley, o ex-senador Jim Webb e o antigo governador de Rhode Island Lincoln Chafee.

Segundo a média das principais sondagens elaboradas pela RealClear Politics, Clinton, com 42% do apoio, parte como favorita entre os aspirantes democratas, seguida de Sanders (25,4%).

Artigo anteriorChina vai produzir vacina contra o Ébola em grande escala
Próximo artigoSuíça: Tremor de terra perto de Sierre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui