Início Economia Autoestradas do Marão e Transmontana com 253 milhões de cofinanciamento

Autoestradas do Marão e Transmontana com 253 milhões de cofinanciamento

1161
0
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

(Lusa). As autoestradas do Marão e Transmontana, que vão ligar Amarante, Vila Real e Bragança, receberam um cofinanciamento de mais de 250 milhões de euros por parte da União Europeia, anunciou hoje a Infraestruturas de Portugal (IP).

Segundo a IP, a soma dos cofinanciamentos comunitários totaliza 253,4 milhões de euros, “destinados a contribuir para o desenvolvimento económico e social do país e particularmente da região de Trás-os-Montes”.

A verba, disponibilizada no âmbito do Quadro Comunitário QREN 2007-2013, foi atribuída para a concretização da Autoestrada 4 (A4) entre o Porto e Bragança, com ligação à fronteira espanhola em Quintanilha/Zamora.

Publicidade

A Autoestrada Transmontana, entre Vila Real e Bragança, já está concluída desde 2013, enquanto a via que atravessa o Marão está em construção, prevendo-se que entre em funcionamento até ao final do primeiro trimestre de 2016 para ligar Amarante a Vila Real.

A Subconcessão da Autoestrada Transmontana foi adjudicada à Autoestradas XXI em 2008, e envolve a conceção e construção do lanço de autoestrada da A4/IP4, entre os distritos de Vila Real e Bragança.

A IP salientou que esta estrada recebeu 164,4 milhões de euros do Fundo de Coesão da União Europeia.

O valor do cofinanciamento atribuído corresponde a cerca de 61% do montante elegível que ficou estabelecido em 269,8 milhões de euros.

A IP disse que se trata “do primeiro cofinanciamento a um projeto em regime de parceria público-privada (PPP), só “possível dado o elevado interesse público que a concretização desta infraestrutura compreende contribuindo para a coesão do território e desenvolvimento regional”.

Trata-se de uma ligação rodoviária que integra as Redes Transeuropeias de Transportes e que se encontra aberta ao serviço no final de agosto de 2013.

A IP referiu que também o projeto do Túnel do Marão viu aprovado em agosto passado a atribuição de 89 milhões de euros no âmbito dos Fundos de Coesão da União Europeia.

Com este cofinanciamento o montante do investimento nesta estrada fica em 61 milhões de euros, ou seja, menos de metade dos 150 milhões do custo das três empreitadas que estão atualmente em curso.

Na semana passada, foi concluída a escavação de uma das duas galerias do túnel de 5,6 quilómetros que atravessa a serra. Em paralelo estão a ser construídos dois túneis, em quatro frentes de obra.

Na outra galeria falta escavar 90 metros, o que estará concluído até ao final do mês.

Esta obra começou em 2009 e, pelo meio, a construção parou por três vezes. Após ter resgatado a concessão da Autoestrada do Marão, depois da paragem das obras em junho de 2011, o Estado dividiu os trabalhos em três empreitadas, nomeadamente a do túnel e os acessos poente e nascente.

Artigo anteriorSerá que Kepler descobriu uma Mega-estrutura de Aliens?
Próximo artigoUm homem vivia como um recluso no seu quarto há 20 anos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui