Início Portugal Leiria: Mais de mil artistas atuam em 26 palcos no Há Música...

Leiria: Mais de mil artistas atuam em 26 palcos no Há Música na Cidade

1387
0

A música de Leiria sai à rua no fim de semana para a quinta edição de Há Música na Cidade (HMNC), a maior de sempre, com cerca de 1.200 artistas e mais de centena e meia de espetáculos.

Em 26 palcos espalhados no centro da cidade, desde praças e ruas principais a espaços privados que abrem portas exclusivamente para o evento, a comunidade artística de Leiria e alguns convidados apresentam música clássica, rock, jazz, eletrónica, popular e de diversos outros estilos.

Pela primeira vez, o HMNC preenche um fim de semana inteiro. Segundo o diretor do Jornal de Leiria, responsável pelo evento, trata-se de uma consequência do crescimento do número de projetos e do aumento da produção da comunidade artística local.

Publicidade

“Quando começou, o HMNC era muito assente na SAMP [Sociedade Artística e Musical dos Pousos] e no Orfeão de Leiria”, as duas principais escolas de artes de Leiria, mas, agora, João Nazário lembra “os muitos projetos musicais, e também na área da dança, que têm nascido em Leiria. Há uma ótima dinâmica que se reflete nesta iniciativa”.

Apesar da quantidade de artistas envolvidos, falta um patrocinador forte para que o HMNC se projete como o D’Bandada ou o Mexefest, reconhece a organização.

“Temos potencial para ter algo do género, mas é preciso outra capacidade financeira. O HMNC vive da generosidade dos músicos e voluntários que nela participam. Todos os artistas vêm cá tocar gratuitamente. Alguns que queríamos ter cá, não vêm porque têm atuações pagas noutros sítios. Para elaborar um programa com outro critério é preciso dinheiro”, sublinha João Nazário.

Entre o extenso programa, que tem início no início da tarde de sábado e termina no final da tarde de domingo, destaque para o tributo que a Orquestra Filarmonia das Beiras fará a Carlos Paião, no sábado, às 19:00.

“É uma proposta que cruza música erudita e música popular, numa transversalidade entre géneros musicais que vai ao encontro da filosofia desta iniciativa”, nota o diretor do Jornal de Leiria.

Outro momento diferenciador será a atuação da banda de pós-rock The Allstar Project no terraço dos antigos Correios de Leiria.

Toda a nova vaga de bandas de Leiria estará em destaque, bem como parte significativa da comunidade de alunos e professores ligados à música e dança da cidade, além de diversos outros projetos.

A memória cultural de Leiria também será recuperada, com a evocação das “Horas de Arte”, célebres em meados do século XX e que destacaram artisticamente a cidade nesses anos.

Outro destaque é a abertura da Villa Portela para concertos do HMNC, numa ocasião rara para visitar uma das casas mais nobres de Leiria e, dessa forma, ali ouvir música.

Artigo anteriorSíria: Presidente Bachar al-Assad pede ajuda militar à Rússia
Próximo artigoFurtados objetos em duas centenas de campas de cemitérios de Pombal e Leiria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui