Início Atualidade Covid-19: Internamentos hospitalares e casos graves aumentam em França

Covid-19: Internamentos hospitalares e casos graves aumentam em França

192
0

As autoridades de saúde francesas advertiram hoje sobre um aumento da circulação do novo coronavírus no país que se está a refletir, entre outras situações, num aumento dos internamentos hospitalares e dos casos graves.

A Direção Geral da Saúde (DGS) revelou que nas últimas 24 horas foram registados 108 novos ingressos nos hospitais por covid-19, num total de 5.045, enquanto 28 pessoas foram dirigidas para as unidades de cuidados intensivos, onde agora permanecem 396 doentes.

Na passado sexta-feira, quando foi divulgado o último balanço mais detalhado, tinham-se registado 136 altas nos hospitais e 20 nas unidades de cuidados intensivos.

Publicidade

O comunicado acrescentou que o número de positivos atingiu 785 num dia e 10.800 numa semana, com um total de 30.340 mortos, mais 16 em relação a sexta-feira, com 19.834 pessoas a morrerem nos hospitais e 10.506 em lares de terceira idade e centros de apoio.

A DGS sublinhou que a circulação do vírus aumenta particularmente entre os jovens adultos e em cidades como Marselha ou Paris.

Na capital francesa foi imposta hoje a obrigação de usar máscara em algumas das zonas mais frequentadas da cidade, incluindo as margens do rio Sena ou diversas ruas comerciais, enquanto em Marselha a mesma medida começou a ser aplicada no sábado.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 731 mil mortos e infetou mais de 19,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (162.938) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 5 milhões).

Seguem-se Brasil (101.049 mortos, mais de 3 milhões de casos), México (52.298, mais de 480 mil infetados), Reino Unido (46.526 mortos, mais de 311 mil casos) e Índia (44.386 mortos e mais de 2,2 milhões de infetados).

A Rússia, com 14.973 mortos, é o quarto país do mundo em número de infetados, depois de EUA, Brasil e Índia, com mais de 890 mil casos, seguindo-se a África do Sul, com mais de 559 mil casos e 10.408 mortos.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (46.526 mortos, mais de 311 mil casos), seguindo-se Itália (35.209 mortos, mais de 250 mil casos), França (30.625 mortos, mais de 331 mil casos) e Espanha (28.500 mortos, mais de 322 mil casos).

Portugal contabiliza 1.750 mortos em 52.537 casos de infeção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.