Início Culturas Arqueologia Sítio Arqueológico do Alto da Vigia em Sintra em vias de se...

Sítio Arqueológico do Alto da Vigia em Sintra em vias de se tornar Sítio de Interesse Público

149
0

O Sítio Arqueológico do Alto da Vigia, em Colares, está em avaliação para ser classificado como Sítio de Interesse Público e o processo está atualmente em fase de consulta pública, divulgou hoje a Câmara de Sintra.

O Sítio Arqueológico do Alto da Vigia foi proposto pela autarquia sintrense ao Ministério da Cultura para classificação enquanto Sítio de Interesse Público e a decisão da Direção-Geral do Património Cultural é já do domínio público.

O Sítio Arqueológico do Alto da Vigia regista ocupações na época romana, islâmica e moderna, e os vestígios mais antigos até agora identificados poderão corresponder a um templo romano dedicado ao Sol Eterno, à Lua e ao Oceano. Do período islâmico destaca-se a construção de um ‘ribat’ e do período moderno a existência de uma torre de vigia.

Publicidade

Em comunicado, a autarquia do distrito de Lisboa explica que a implantação geográfica foi determinante na fixação e na natureza dos elementos em presença, com uma “localização privilegiada, numa plataforma elevada com boa visibilidade sobre o mar”, naquela que foi “a primeira descoberta arqueológica feita em Portugal”, ainda no século XVI.

A importância do local foi largamente reconhecida na época, passando a ser ponto de visita obrigatória para os eruditos, portugueses e estrangeiros, durante o Renascimento.

Entre os ilustres visitantes que acorreram ao local, destaca-se a presença de “Francisco d’Ollanda e de André de Resende, mas também de elementos da família real, nomeadamente do Rei D. Manuel I e, mais tarde, do Infante D. Luís, irmão de D. João III”, segundo a Câmara de Sintra, liderada por Basílio Horta (PS).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.