Início Atualidade Luxemburgo: Alunos preocupados com o possível incumprimento das medidas de segurança no...

Luxemburgo: Alunos preocupados com o possível incumprimento das medidas de segurança no regresso às aulas

260
0
A próxima semana marca o regresso às aulas de todos os estudantes mas, de acordo com alguns alunos do ensino secundário, isso leva a questionar o cumprimento das medidas de segurança.

Os grupos A e B deixarão de existir, a partir de segunda-feira, data que prevê o regresso às aulas de toda a comunidade escolar e deverá ser assim até o ano letivo terminar, dia 15 de julho. Contudo, esta notícia é motivo de preocupação para alguns dos jovens.

“Este suposto regresso à normalidade antes das férias assusta-me. Numa turma de 23, somos vários sem máscara e até há duas pessoas que partilham a mesma secretária”, afirma Tiago, que frequenta uma escola de ensino geral em Esch-sur-Alzette. De acordo com o que tem vindo a observar, “muitos jovens já não desinfetam as mãos”.

“Os professores não nos advertem”

Numa outra escola do Luxemburgo, pelo menos uma turma foi colocada em quarentena, de acordo com estudante do liceu. “Agora temos de usar a máscara nas aulas. Antes era opcional.”, explicou.

Publicidade

Sam, um estudante de uma escola clássica na capital, lamenta o facto da informação não ser devidamente divulgada. “Sabemos que houve casos positivos na escola em frente mas os professores não nos dizem nada.”, afirmou.

Após ser questionado com a problemática em questão, o Ministério da Educação respondeu que as recomendações feitas pela Direção-Geral de Saúde permitiam aos alunos retirar as máscaras assim que estes se sentassem nos seus lugares.

O ministro da Educação, Claude Meish, declarou na passada terça-feira que cerca de 147 alunos e quatro docentes estavam em quarentena.

Mais se acrescenta que os nomes das crianças foram alterados para salvaguardar as suas identidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.