Início Ambiente Covid-19: Praias da Póvoa de Varzim com mais gente mas ainda a...

Covid-19: Praias da Póvoa de Varzim com mais gente mas ainda a adaptar-se ao distanciamento

213
0
Banhistas à beira-mar na praia da Póvoa de Varzim, 23 de maio de 2020. Apesar de o Governo ter marcado a abertura do período balnear para 6 de junho, pode ir-se à praia, após a resolução do Conselho de Ministros que prorroga a declaração da situação de calamidade, no âmbito da pandemia da doença covid-19, datada de dia 17 de maio. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

As praias da Póvoa de Varzim, distrito do Porto, estão a registar um aumento de frequência gradual, mas ainda nem todos os banhistas, sobretudo os mais jovens, estão adaptados às regras de distanciamento social.

Hoje, apesar do tradicional vento norte retirar alguma da agradabilidade de um dia de praia, a agência Lusa verificou que vários grupos de pessoas usufruíam dos areais, mas também das esplanadas dos bares e dos passeios da marginal da cidade, numa frequência que os habitantes e comerciantes locais consideram que está a aumentar.

“Sentimos que as pessoas querem sair de casa depois de tanto tempo fechadas, e mesmo estando um dia com vento, os fins de semana na Póvoa têm sempre muita gente na marginal, não só habitantes locais, com também visitantes dos concelhos vizinhos do interior”, explicou, à agência Lusa, António Augusto, concessionário de praia e proprietário de um bar.

Publicidade

O empresário garante que no seu estabelecimento, onde é obrigatória a entrada com máscara, “foram feitos investimentos em produtos de higienização para que os clientes se sintam mais seguros”, mas considera que só com o “bom senso” será possível cumprir as normas.

“Temos gel desinfetante em todo bar e reforçamos a higienização, nomeadamente nas casas de banho, mas são os clientes que têm de compreender esse esforço que fizemos e cumprir a normas. Só assim poderemos continuar a servir e manter o negócio”, acrescentou António Augusto.

Na generalidade, as medidas impostas têm sido seguidas pela população, mas há quem note que ainda subsiste algum receio na retoma das atividades tradicionais do verão na Póvoa de Varzim.

“Durante a semana ainda vejo pouco gente na praia, mas aos sábados e domingos já se nota um aumento gradual, sobretudo com pessoas de fora da cidade. Vejo que ainda há medos, mas acho que isso vai passar quando o calor aumentar”, partilhou Alberto Castro, natural da Póvoa de Varzim, e utilizador frequente da praia.

O poveiro explicou que, aos fins de semana, “a marginal está cortada ao trânsito e a polícia municipal faz rondas frequentes e deixar avisos”, considerando que tal “tem ajudado na sensibilização”.

“Tem havido algum cuidado das pessoas em manterem um distanciamento na praia e já vi as autoridades a intervirem em alguns casos, mas acho que quando vier o verão vai ser bem mais complicado de controlar”, explicou Alberto Castro.

A mesma opinião partilhou Alexandre Galiza, nadador salvador, que hoje teve o primeiro dia de vigilância das praias este ano, no âmbito do projeto “AquaVida”, promovido pela associação Os Delfins, com as autarquias da Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

“A generalidade das pessoas tem cumprido as regras, mas preocupa-me os mais os jovens. Têm-se juntado em grandes grupos, e sem grandes cuidados no uso de máscara ou no distanciamento”, partilhou o nadador salvador.

Alexandre Galiza lembrou que “a grande missão dos nadadores salvadores é a segurança das pessoas em relação ao mar” e, mesmo admitindo que “haja uma colaboração com as autoridades marítimas para prevenir os ajuntamentos”, considerou que “tal será difícil de controlar”.

“Noto que as pessoas estavam ansiosas por voltar ao exterior e vão sair cada vez mais. Pessoalmente, acho um erro a época balnear começar tão tarde, porque vamos ter mais um mês em que as praias vão ter muita gente, mas sem a fiscalização, vigilância e até limpeza, que normalmente existem neste período”, partilhou o nadador salvador.

A época balnear na Póvoa de Varzim só irá iniciar-se a 27 de junho, quando habitualmente começava a 15 de junho, e a Câmara Municipal local está já preparar com as autoridades, concessionários e empresários, várias normas a aplicar.

A marginal da cidade e todos os parques de estacionamento junto às praias, estão, por enquanto, encerrados para diminuir a carga automóvel.

Brevemente, serão colocados dispensadores de gel à entrada das praias, e será reforçada a desinfeção das ruas. Serão, ainda, tomadas medidas para promover o total aproveitamento de toda a extensão do areal, de forma ampliar a capacidade distanciamento entre os utilizadores da praia.

Portugal contabiliza 1.302 mortos associados à covid-19 em 30.471 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde sobre a pandemia.

No concelho da Póvoa de Varzim registaram-se, até hoje, 155 casos de pessoas infetadas com covid-19

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.