Início Saúde Covid-19. Professora da escola Roque Gameiro, na Amadora, é uma das pessoas...

Covid-19. Professora da escola Roque Gameiro, na Amadora, é uma das pessoas infetadas, levando à suspensão das aulas para cinco turmas

262
0

A mulher internada no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, por infeção com o novo coronavírus causador de Covid-19 é professora numa escola básica da Amadora. Segundo avançou a diretora-geral da Saúde à RTP, cinco turmas da escola Roque Gameiro foram encerradas.

A diretora-geral da Saúde disse esta quinta-feira à RTP que a mulher internada no Curry Cabral por causa do Covid-19 é professora na Escola Básica Roque Gameiro, na Amadora. Neste momento, são já oito as pessoas infetadas pelo novo coronavírus, responsável pela doença Covid-19, em Portugal.

Na sequência desta infeção, cinco turmas da Escola Básica Roque Gameiro, na Amadora, distrito de Lisboa, foram encerradas, disse Graça Freitas à emissora pública.

Publicidade

Segundo a responsável da Direção-Geral da Saúde (DGS),  “ontem à noite o delegado de saúde contactou os familiares da doente (…) que contactou a escola”. Sendo que logo “esta manhã os delegados de saúde estavam na escola para fazer, juntamente com a escola e com a comunidade educativa, a avaliação do risco”.

“E chegaram à conclusão que em cinco daquelas turmas os alunos tinham tido contactado a professora. Avaliado o risco tomaram uma medida proporcional a esse risco. E tomaram a decisão de encerrar aquelas cinco turmas onde a professora tinha estado a dar aulas”, explicou Graça Freitas.

Trata-se da primeira pessoa do sexo feminino infetada em Portugal, tendo o caso sido confirmado pela DGS no boletim desta quarta-feira. A TSF está a adiantar que a docente em causa dá aulas de Físico-Química naquela escola da Amadora.

A Escola Básica Roque Gameiro faz parte do Agrupamento de Escolas Pioneiros da Aviação Portuguesa e tem turmas dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico.

Para além dos oito casos confirmados, no boletim divulgado ao final desta quarta-feira, com a situação epidemiológica em Portugal, a DGS informava que já foram registados 117 casos suspeitos, estando 81 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Para além dos casos em Portugal, recorde-se que um tripulante português de um navio de cruzeiros está hospitalizado no Japão com confirmação de infeção. Antes, Adriano Maranhão, outro dos portugueses infetados no Japão com o novo coronavírus, teve alta hospitalar a 1 de março.

Em Portugal, quem suspeitar estar infetado ou tiver sintomas — que incluem febre, dores no corpo e cansaço — deve contactar a linha SNS24 através do número 808 24 24 24 para ser direcionado pelos profissionais de saúdeNão se dirija aos serviços de urgência, pede a Direção-Geral da Saúde.

Entre as recomendações de saúde para evitar infeções está: Lavagem frequente das mãos com detergente, sabão ou soluções à base de álcool; Ao tossir ou espirrar, fazê-lo não para as mãos, mas para o cotovelo ou para um lenço descartável que deve ser deitado fora de imediato; Evitar contacto próximo com quem tem febre ou tosse; Evitar contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos; Deve ser evitado o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos; Caso se dirija a uma unidade de saúde com suspeitas de infeção ou sintomas deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.

De referir que a Direção-Geral da Saúde lançou um microsite sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2, responsável pela doença  Covid-19), onde os portugueses podem acompanhar a evolução da infeção em Portugal e no mundo e esclarecer dúvidas sobre a doença.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou cerca de 3.200 mortos e infetou mais de 95 mil pessoas em 78 países.

A Itália, o país mais afetado na Europa, anunciou na quarta-feira o encerramento de todas as escolas e universidades até 15 de março, como medida de precaução face à epidemia, que no país já matou mais de 100 pessoas. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.