Início Conflitos México: Batalha entre forças de segurança e cartéis resulta na fuga de...

México: Batalha entre forças de segurança e cartéis resulta na fuga de filho de ‘El Chapo

151
0
As forças de segurança capturaram ontem um dos filhos do narcotraficante Joaquín “Chapo” Guzmán, o que deu origem a uma verdadeira batalha contra homens fortemente armados na cidade de Cualiacán, bastião do Cartel de Sinaloa, confirmou o governo mexicano.
No calor dos confrontos, Ovidio Guzmán conseguiu escapar-se por entre o caos que durou todo o dia.

A informação sobre esta ocorrência, segundo a agência Reuters, foi confirmada por Alfonso Durazo, secretário de Estado para a Segurança e a Proteção Civil do México, indicando que uma patrulha da Guarda Nacional foi perto duma casa na cidade de Culiacan, no estado de Sinaloa, 1,235 quilómetros a noroeste da Cidade do México.

Nessa casa estavam quatro detidos, entre eles Ovidio Guzmán, um dos filhos de Joaquín “Chapo” Guzmán e, tal como o pai, um narcotraficante procurado nos EUA.

O ataque partiu do interior da casa e a unidade da Guarda Nacional “repeliu a agressão e tomou o controlo da residência, localizando no seu interior quatro pessoas, incluindo Ovidio Guzmán López”, também conhecido como Ivan, disse Durazo.

Publicidade

A ação fez com que “vários grupos de criminosos cercassem a casa com uma força superior à da patrulha”, o que provocou o tiroteio e que, para além disso, “outros grupos realizaram ações violentas contra a população em vários pontos da cidade, gerando uma situação de pânico”, declarou Durazo. Vários carros foram deixados em chamas, assim como uma bomba de gasolina.

Perante a superioridade numérica dos atiradores narcotraficantes, a patrulha foi forçada a bater em retirada sem o seu recém-prisioneiro para prevenir um maior número de vítimas, mas o caos já tinha descido sobre Culiacan, com trocas de tiros entre a polícia e o exército com os atiradores, civis refugiados em supermercados e colunas de fumo preto dominando os céus da cidade.

“A decisão foi tomada para se retirarem da casa, sem Guzmán, para tentar evitar mais violência na área e preservar a vida do nosso pessoal e recuperar a calma na cidade”, disse Durazo à Reuters.

Pelo meio dos confrontos, o governo de Sinaloa pediu à população para não sair de casa e ficar atenta aos “avisos oficiais sobre a evolução dos acontecimentos”. O tiroteio estendeu-se por várias horas noutros pontos da cidade, sendo que as imagens televisivas mostraram o avanço prudente de carros do Exército e da polícia numa das avenidas da cidade.

Como resultado da batalha, pelo menos duas pessoas morreram e 21 ficaram feridas e vários presos fugiram da prisão local de Aguaruto, revelaram os funcionários, que pediram para não ser identificados.

O poderoso cartel de Sinaloa está dividido entre os filhos de “El Chapo”, sentenciado à prisão perpétua nos Estados Unidos, e Ismael “El Mayo” Zambada; antigo sócio do chefão do narcotráfico.

Ovídio – junto com seu irmão Alfredo – teria assumido a liderança de uma parte do cartel de Sinaloa, desde a extradição do seu pai para os Estados Unidos, em janeiro de 2017.

Em agosto de 2016, os dois irmãos escaparam de um ataque quando estavam em um restaurante de Puerto Vallarta, Jalisco, que as autoridades atribuíram ao Cartel Jalisco Nova Geração, um grupo adversário.

“El Chapo’ Guzmán, que foi o narcotraficante mais poderoso do planeta, escapou em 2001 da prisão de Puente Grande, na primeira das suas fugas espetaculares. Foi recapturado em fevereiro de 2014, mas 17 meses depois protagonizou outra fuga, desta vez de uma prisão de segurança máxima.

‘El Chapo’ foi preso pela terceira vez em janeiro de 2016 e no ano seguinte, extraditado para os Estados Unidos, onde foi condenado a prisão perpétua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.