Início Saúde Mais de meio milhão de idosos já se vacinaram contra a gripe

Mais de meio milhão de idosos já se vacinaram contra a gripe

103
0

Mais de meio milhão de idosos já se vacinaram contra a gripe, segundo dados do “Vacinómetro”, que destacam a subida da cobertura vacinal dos doentes crónicos e dos profissionais de saúde face ao período homólogo de 2018.

Os dados hoje divulgados da primeira vaga do relatório “Vacinómetro”, que monitoriza a vacinação contra a gripe em grupos prioritários da época gripal 2019/2020, revelam que, desde o dia 15 de outubro, já se terão vacinado 573.195 portugueses com 65 ou mais anos e 133.299 com idades entre os 60 e os 64 anos.

“Do total da população estudada vacinada, que inclui maioritariamente pessoas para as quais a vacinação é gratuita, 19,7% adquiriu a vacina na farmácia, sendo que destas cerca de 80% vacinaram-se na farmácia”, refere em comunicado o “Vacinómetro”, promovido pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia e a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, com o apoio da Sanofi Pasteur.

Publicidade

O relatório destaca “a evolução positiva, em termos de subida da cobertura vacinal”, face a igual período do ano passado, do grupo dos portadores de doença crónica, que registou a subida mais elevada (5,4%), seguido do grupo dos portugueses com idades entre os 60 e os 64 anos (3,8%) e dos profissionais de saúde (3,1%).

Segundo os dados, já se vacinaram 28,8% dos indivíduos portadores de doença crónica, 24% dos profissionais de saúde em contacto direto com doentes e 20,6% dos portugueses com idades entre os 60 e os 64 anos.

Adiantam ainda que já se vacinaram 28,2% das pessoas com 65 anos ou mais anos, uma subida de 0,7% em comparação ao período homólogo do ano passado.

O principal motivo que levou os portugueses a vacinarem-se foi a recomendação do médico (62,5%), seguido da iniciativa própria, para estar protegido (16,5%).

Houve 14,5% que se vacinaram no contexto de uma iniciativa laboral, 4,5% porque sabem que fazem parte de um grupo de risco para a gripe e 1,7% por recomendação do farmacêutico.

O “Vacinómetro” permite monitorizar em tempo real, a taxa de cobertura da vacinação contra a gripe em grupos prioritários recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

A época da vacinação contra a gripe arrancou no dia 15 de outubro em Portugal, que tem dois milhões de vacinas disponíveis, 1,4 milhões para serem dadas gratuitamente a grupos de risco no SNS e cerca de 600 mil para venda em farmácias.

Além das vacinas disponíveis para administrar gratuitamente no SNS a pessoas nos grupos de risco (como idosos ou alguns doentes crónicos), haverá ainda mais de 600 mil doses nas farmácias e que podem ser compradas mediante receita médica, com comparticipação de 37%.

A DGS recomenda a vacinação aos profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados, incluindo os bombeiros, bem como a pessoas entre os 60 e os 64 anos, grávidas e alguns doentes crónicos.

Este ano, pela primeira vez, as vacinas são tetravalentes, protegendo contra quatro tipos de vírus, quando até aqui protegiam para um máximo de três. A vacina tetravalente faz aumentar a probabilidade de o conteúdo da vacina coincidir com os vírus que vão circular e há a expectativa de a vacina ser mais efetiva.

A gripe é uma doença contagiosa e que geralmente se cura de forma espontânea. As complicações, quando surgem, ocorrem sobretudo em pessoas com doenças crónicas ou com mais de 65 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.