Início Culturas Música 25.ª edição do SBSR termina hoje com Migos, Janelle Monáe e Profjam

25.ª edição do SBSR termina hoje com Migos, Janelle Monáe e Profjam

112
0
A 25.ª edição do festival Super Bock Super Rock (SBSR) termina hoje, no Meco, Sesimbra, com Migos, Janelle Monáe, Profjam, Estraca, Superorganism e Baiana System, entre outros.

À semelhança de edições anteriores, o festival com ‘rock’ no nome, que este ano regressou à Herdade do Cabeço da Flauta, no Meco, depois de três anos em Lisboa, dedica um dos três dias às rimas e batidas. Este ano, o cabeça de cartaz escolhido é o trio norte-americano de rap Migos (Quavo, Takeoff e Offset), uma estreia em palcos nacionais.

Hoje, no palco principal do festival atuam ainda a norte-americana Janelle Monáe, o português Profjam e a dupla britânica Disclosure, em modo DJ set.

As portas do recinto abrem hoje, pela última vez este ano às 15:00, e os primeiros a atuar são os britânicos The Blinders, às 16:45.

Publicidade

No mesmo palco dos The Blinders atuam hoje o brasileiro Rubel, os britânicos Superorganism, o norte-americano Masego e a dupla britânica Gorgon City.

Hoje, atuam ainda nos outros dois palcos do festival: os portugueses Pedro Mafama, TNT, Estraca e Mike el Nite, os brasileiros Baiana System e a dupla alemã Booka Shade.

No regresso à Herdade do Cabeço da Flauta, “a mobilidade é um dos principais focos da organização”. Para “prevenir enchentes e congestionamentos”, a organização recomenda que o público chegue cedo ao recinto, siga “rigorosamente as indicações das autoridades competentes” e utilize transportes públicos.

Assim, durante os três dias há autocarros da Transportes Sul do Tejo (TST), que fazem o percurso entre a Praça de Espanha e o recinto (hoje entre as 13:00 e as 19:00) e a Gare do Oriente e o recinto (hoje entre as 10:30 e as 22:00).

O regresso a Lisboa, no domingo, está assegurado entre as 02:00 e as 05:00 (para a Praça de Espanha) e as 08:00 e as 13:00 (para a Gare do Oriente).

Além dos TST, havá “soluções de mobilidade Via Verde” criadas para o festival, como o serviço de ‘carsharing’ (partilha de carro, em português) DriveNow, o serviço ‘ridesharing’ Via Verde Boleias ou o serviço especial de comboio, numa parceria com a Fertagus.

A organização salienta que, “além deste serviço especial, manter-se-ão todas as ligações habituais entre Lisboa e Setúbal”.

Durante o festival, as plataformas eletrónicas para transporte de passageiros Bolt e Uber têm pontos de recolha no recinto. “Ambas as plataformas poderão ser utilizadas para ir e voltar à Estação de Coina, para quem utilizar os comboios da Fertagus”, refere a organização.

Para quem decidir chegar ao festival de carro, há estacionamento “com capacidade para corresponder à procura, que terá sinalização, iluminação e equipas para auxílio ao estacionamento”.

A primeira edição do SBSR aconteceu em 1995 na Gare Marítima de Alcântara, em Lisboa. Depois disso o festival decorreu, entre outros, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras, no Parque Tejo e no Parque das Nações, ambos em Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.