Início Desporto Futebol Taça de Portugal: Estádio José Alvalade abriu portas para receber festa da...

Taça de Portugal: Estádio José Alvalade abriu portas para receber festa da 17.ª

130
0

Mais de 20 mil adeptos do Sporting acorreram na noite de sábado ao Estádio José de Alvalade para festejar com a equipa de futebol a conquista da 17.ª Taça de Portugal .

Antes de as portas abriram pelas 22:00, já uma fila com centenas de adeptos, junto à porta 04, esperava pela ordem para entrar na ‘casa do leão’ deposi da vitória sobre o FC Porto, por 5-4, no desempate por grandes penalidades, após o 2-2 registado no final do prolongamento.

No relvado um palco estava montado. De um lado, um pedestal com a Taça da Liga, conquistada esta temporada também perante FC Porto e igualmente nos penáltis), do outro, um lugar vazio aguardava pelo troféu hoje conquistado. Por trás, estava a mesa de mistura para a atuação do DJ Mastiksoul, conhecido sportinguista. No fundo, na bancada uma tarja com os rostos de Peyroteo e do Visconde de Alvalade, primeiro presidente do Sporting, Alfredo Holtreman. Lia-se “até ao fim”.

Publicidade

Em ambiente de festa, a música ia soando pelas colunas do estádio, com compassos das buzinas a gás à medida que o primeiro anel se ia enchendo. Os adeptos agitavam as bandeiras e os cachecóis ao ritmo da música e deram como sua a voz de Freddie Mercury com da canção dos Queen ‘We are the champions’, bem como a de Tim quando se fez ouvir ‘A minha casinha’ dos Xutos & Pontapés.

A equipa chegou pelas 23:45 horas e foi recebida de forma apoteótica. Na memória de todos estaria o desaire da época passada frente ao Desportivo das Aves (2-1) só desfeito hoje com o pontapé de Luiz Phellype na conversão do penálti que resolveu o jogo no Estádio do Jamor e deu o triunfo ao Sporting, desta feita frente ao FC Porto.

Tiago Ilori foi o primeiro a pisar o relvado do Estádio de Alvalade. Um a um, os jogadores, e todo o staff da equipa principal, muitos acompanhados pelos filhos, foram entrando à medida que os seus nomes eram anunciados e, após contornarem o centro do relvado, subiram para o palco.

O troféu chegou nas mãos do capitão Bruno Fernandes, passavam 10 minutos da meia noite. O ruído foi ensurdecedor quando a 17.ª Taça de Portugal da história do Sporting foi erguida, ao ritmo da Marcha do Sporting, de Maria José Valério.

O treinador Marcel Keizer foi o primeiro a dirigir-se aos adeptos e aproveitou para agradecer a presença de todos. Coube a Bruno Fernandes encerrar a festa, onde prometeu mais e melhor para a temporada 2019/20.

“Foi um ano muito difícil para todos. Conseguimos conquistar duas taças. Isso não nos satisfaz. Vocês querem mais e nós também queremos mais. Para o ano vamos tentar fazer melhor”, concluiu.

Antes da saída, tempo ainda para a derradeira volta ao relvado ostentando a Taça de Portugal, que escapava ao Sporting desde 2014/15.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.