Início Comunidades Jovem lusodescendente quer representar a comunidade portuguesa em Hamburgo

Jovem lusodescendente quer representar a comunidade portuguesa em Hamburgo

72
0

O lusodescendente Stefan Abreu de Sousa é candidato às eleições autárquicas que acontecem em Hamburgo, em 26 de maio, com o objetivo de dar voz aos mais de 9.500 portugueses que vivem nesta cidade.

O jovem, de 26 anos, inscreveu-se no Partido Social-Democrata da Alemanha quando tinha 15. Além de candidato às eleições da freguesia de Hamburg-Mitte, é também líder da Juventude do SPD nesta freguesia do centro da cidade.

Por estes dias, o tempo de Stefan Abreu de Sousa divide-se entre a faculdade e a campanha. O estudante de Serviço Social já não se imagina sem a política: “o que é que eu ia fazer com o meu tempo livre se deixasse isto”, pergunta, em jeito de brincadeira.

Publicidade

É habitual encontrá-lo a distribuir panfletos em feiras, caixas de correio e à conversa com os eleitores para explicar a importância deste escrutínio, que coincide com a votação para escolher o Parlamento Europeu.

A explicação é feita tanto em português como em alemão. Os pais são da zona do Porto, mas Stefan já nasceu em Hamburgo, ainda assim a ligação com a comunidade portuguesa é forte. Andou no rancho folclórico, na missão Católica, trabalhou num café português e estudou na escola portuguesa.

“No parlamento e na assembleia local de Hamburgo não há nenhum português a representar a comunidade. Os nossos pais ou avós chegaram ao país como ‘gastarbeiter’, vieram para trabalhar e depois regressar, mas a minha geração, pelo menos a maior parte, deve ficar por aqui. Por isso é importante organizarmo-nos na sociedade e também na política local para mostrarmos que estamos aqui para ficar, que somos parte da comunidade alemã”, sublinha Stefan Abreu de Sousa, em declarações à agência Lusa.

O gosto pela política começou cedo, quando andava na escola. Foram os colegas e amigos que o aliciaram a juntar-se a um partido.

“Eu tinha algum medo, mas um dia pensei, porque não? Se gosto tanto de política local e europeia, porque não discutir com outras pessoas que também se interessam ou com outros partidos”, conta.

“Sempre me inclinei mais para os partidos de esquerda. Os Verdes têm um foco muito importante na ecologia, mas para mim não chega. O partido Esquerda (Die Linke) tem uma juventude muito extremista. O SPD já governa em Hamburgo há muitos anos e tem muita experiência, não pensam apenas no que vão fazer daqui a 20 ou 30 anos, mas também em como chegar lá. Não basta inventar coisas, é preciso saber pô-las em prática”, defende o jovem candidato à assembleia da freguesia de Hamburg-Mitte.

Hamburgo é a cidade com mais portugueses da Alemanha, com direito a um bairro colado ao porto da cidade. “Os seus 5 votos no boletim amarelo para Stefan Abreu de Sousa”, pede um dos muitos cartazes por lá espalhados, escrito nos dois idiomas.

Caso seja eleito, quer ajudar a resolver os problemas que os jovens encontram na altura de alugar casa em Hamburgo.

“Os distritos que vou representar, caso seja escolhido, são mesmo no centro, onde as rendas são sempre mais caras. Acho que alguém, só porque é jovem, não deve ser obrigado a ir viver para fora da cidade. Por isso acredito que a solução está na compra de terrenos por parte da cidade e de uma diminuição do preço do aluguer”, reivindica o candidato, apontando a fraca representação dos jovens no sistema político como outro dos problemas.

“Mesmo já tendo a possibilidade de votar a partir dos 16 anos, há muitos jovens mais novos que se interessam e têm ideias que não são ouvidas. Gostava de implementar um conselho consultivo para jovens na freguesia”, destaca.

Stefan Abreu de Sousa reconhece que o SPD, a nível nacional, não está a passar por um bom momento, não culpando a líder, Andrea Nahles.

“Acho que quando foi apontada como líder, foi a melhor escolha. Ela tem experiência, tanto no Governo, como no partido, já foi presidente da Juventude Socialista. Foi uma escolha certa. Mas o partido é tão grande e difícil de liderar, há sempre discussões e pessoas que vão tentar opor-se e rivalizar com ela. Os partidos da esquerda são muitas vezes mais difíceis de liderar do que os da direita”, reconhece.

As eleições autárquicas em Hamburgo decorrem em 26 de maio. Na cidade estão registados9. 520 portugueses, segundo números da embaixada de Portugal na Alemanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.