Início Culturas Mercado da Língua Portuguesa em Cascais

Mercado da Língua Portuguesa em Cascais

312
0

De 3 a 5 de maio todos os caminhos vão dar ao Mercado da Língua Portuguesa, no Mercado da Vila em Cascais. Homenagear a língua portuguesa e a união das várias culturas pelo mundo, divulgar o artesanato, a dança, a literatura, a música e os sabores de todos os continentes, é o objetivo principal do Mercado da Língua Portuguesa, numa iniciativa da UCCLA em parceria com a Câmara Municipal de Cascais.

A inauguração do mercado terá lugar no dia 3 de maio, às 18 horas, e contará com a presença de diversas personalidades representantes dos países de Angola, Brasil, Cabo Verde, Goa, Guiné-Bissau, China, Galiza, Macau, Malaca, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

No dia de abertura haverá ainda: Dança do Leão – Clube Kung Fu Hong Long (Macau); música por Djumbai Djazz (Guiné-Bissau); danças e músicas tradicionais Batucadeiras FinKa-Pé (Cabo Verde) e terminará com música de Piki Pereira (Timor-Leste).

Publicidade

O dia 4 de maio, sábado, será de muita música, dança, cor e animação. Da parte da manhã poderemos assistir à atuação de Gaitas de Foles pelos Gaiteiros da Xuventude de Galicia (Galiza) e Kung Fu pelo Clube Kung Fu Hong Long (Macau).

Durante a tarde, haverá música e dança para todos os gostos: Afro Mandinga por Mamadú Baio e convidados (Guiné-Bissau); Cante Alentejano pelo Grupo Coral os Vindimadores (Portugal); Semba e Kazucuta por Chalo Correia e os bailarinos Pawel & Marly (Angola); Guitarra Portuguesa por Carlos Sanches (Portugal); BOSSA & Outras Novas por Sílvia Nazário e Cláudio Kumar (Brasil); Fado com Filipa Maltieiro e David Ventura acompanhados à guitarra por Armando Figueiredo e Nuno Siqueira e à viola baixo por Luís Morais (Portugal); semba com Luiana Abrantes (Angola); coladeras, mornas e funaná por Zezé Barbosa (Cabo Verde) e terminará com dexa, rumba, socopé e outras músicas com Tonecas Prazeres (São Tomé e Príncipe).

Durante toda a tarde, e no intervalo das atuações, contaremos com a atuação dos Improvisos do Sul (Portugal).

O dia 5 de maio – data em que se assinala o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP – o destaque vai para a língua e a cultura dos diversos países.

O dia começará, pelas 11 horas, com uma atividade destinada aos mais novos e famílias, com uma “Viagem pela língua portuguesa”, na zona coberta do recinto. Ainda durante o período da manhã, poderemos assistir a dança e música pelo Grupo Evkat (Goa) e a Fado pelo Modus de Fado (Portugal).

Durante a tarde, e em dois períodos diferentes, haverá uma tertúlia literária moderada por José Fanha, com o tema “Os Falares da Língua Portuguesa: Um Contrabando de Afetos”. Às 14h30 contaremos com a participação de Celina Veiga de Oliveira (Macau), Emerson Sousa (Angola), Goretti Pina (São Tomé e Príncipe), Júlio Meirinhos (Portugal – mirandês), Maria Luísa Timóteo (Malaca), Tatiana Levy (Brasil) e Valentino Viegas (Goa). Às 17 horas, teremos a participação de Brais Fernández (Galiza), Fátima Guterres (Timor-Leste), Filinto Elíseo (Cabo Verde), Ricardo Araújo Pereira (Portugal), Sheila Khan (Moçambique) e Tony Tcheka (Guiné-Bissau).

E porque é Dia da Língua Portuguesa, iremos anunciar o vencedor da 4.ª edição do Prémio Literário UCCLA – Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa, pelas 16h45.

A música, também, marcará presença neste dia com a atuação da Cultura Makonde por Malenga (Moçambique), às 16 horas, e a encerrar o Mercado da Língua Portuguesa estará a atuar Viva o Samba (Brasil), pelas 18h30.

Durante os três dias do Mercado da Língua Portuguesa haverá uma zona de stands de artesanato e gastronomia, uma zona de lazer com mesas e cadeiras para o público em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.