Início Comunidades Brexit: Londres vai ter portal na Internet com informação em português

Brexit: Londres vai ter portal na Internet com informação em português

247
0

A autoridade metropolitana de Londres está a preparar um portal informativo multilingue, na Internet, com informação, em língua portuguesa, sobre o processo de candidatura dos cidadãos europeus ao estatuto de residente no Reino Unido, após o Brexit, foi hoje revelado.

O grupo New Europeans está a trabalhar com o ‘mayor’ de Londres, Sadiq Khan, num portal na Internet, com informação sobre os direitos que os europeus terão após o Brexit, o processo de candidatura a estatuto de residência, e locais na cidade onde as pessoas poderão receber ajuda neste processo.

Este material informativo, nas línguas dos restantes 27 Estados-membros da União Europeia, também “estará em português, e está a ser feito em colaboração com advogados”, adiantou hoje Tamara Flanagan, membro do grupo que faz campanha pelos direitos civis dos cidadãos da UE.

A especialista em projetos bilingues disse também estar a trabalhar com grupos de diferentes comunidades para identificar pessoas que tenham dificuldade específicas, como problemas em falar inglês ou situações mais complicadas.

O objetivo, referiu Flanagan, é garantir que “as pessoas recebam informação e também recolher casos para levantar questões consideradas relevantes, colecionar histórias de coisas que não estão a correr bem, para apresentar às autoridades, e tentar corrigir”.

O projeto do portal na Internet para ajudar os londrinos já tinha sido anunciado pelo mayor, Sadiq Khan, em março, mas não era conhecida a abrangência linguística, nem se teria conteúdo em português.

“Quero ter certeza de que qualquer processo futuro seja o mais simples e livre de preocupação possível, depois do que foi um período particularmente incerto e assustador para eles, especialmente para os mais vulneráveis”, justificou na altura o político trabalhista.

A sessão de esclarecimento de hoje, que contou com Tamara Flanagan, somou cerca de 200 pessoas, e foi realizada no salão da igreja da ordem dos irmãos Scalibrini, usada frequentemente pela comunidade portuguesa e pelo Consulado Geral de Portugal em Londres.

O cônsul geral adjunto de Portugal, na capital britânica, João Paulo Brito, disse que o posto diplomático foi precursor neste tipo de ações, que já se realizaram em localidades como Thetford, Bridgwater, Peterborough ou Crawley, entretanto replicadas por representações espanholas, italianas e francesas.

O diplomata disse ainda que existe informação atualizada no site do consulado (http://www.cgportugalemlondres.com/), uma página na rede social Facebook e que existe um atendimento mais personalizado através do serviço de correio eletrónico (brexit.cglondres@mne.pt), além de consultas presenciais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.