Início Atualidade Estados Unidos vão deixar de separar crianças dos pais imigrantes na fronteira

Estados Unidos vão deixar de separar crianças dos pais imigrantes na fronteira

259
0
(AP Photo/Pablo Martinez Monsivais)

O Presidente norte-americano, Donald Trump, assinou hoje uma ordem executiva para acabar com a separação de crianças dos pais imigrantes na fronteira dos Estados Unidos.

Uma fonte da Casa Branca disse à agência noticiosa Efe que Trump assinou o documento para permitir que as crianças fiquem com os pais nos centros de detenção para os quais os imigrantes sem documentos são mandados durante longos períodos de tempo.

Contudo, Trump afirmou que a política de “tolerância zero” é para continuar.

“Penso que qualquer pessoa com coração reagiria da mesma maneira”, disse Trump, sublinhando que a sua filha, Ivanka, e a mulher, Melania, se envolveram pessoalmente na questão, apelando-lhe a que acabasse com a separação de famílias.

O vice-Presidente, Mike Pence, acrescentou que vai apelar ao Congresso norte-americano para alterar as leis, duramente criticadas por países como o México, Venezuela, Chile, Guatemala ou Honduras, da América Latina.

Até agora, Trump tinha alegado, erradamente, que não tinha outro remédio a não ser separar as famílias, baseando-se na lei federal e numa decisão judicial.

Imagens de crianças em jaulas foram divulgadas em meios de comunicação de todo o mundo, bem como relatos de separações que provocaram revolta em todos os setores, incluindo o Partido Republicano, receoso de um impacto negativo nas eleições intercalares de novembro próximo.

Agora, o Presidente norte-americano disse que vai “manter as famílias juntas” nos centros de detenção e resolver mais depressa os seus casos, contando com o Departamento de Defesa para providenciar alojamento.

Nas últimas semanas, mais de 2.300 menores de idade foram separados na fronteira dos seus pais, detidos por atravessarem a fronteira ilegalmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.