Início Economia Mercado Temporário do Bolhão “ultrapassou expetativas” de Marcelo

Mercado Temporário do Bolhão “ultrapassou expetativas” de Marcelo

379
0

O Presidente da República afirmou hoje que o Mercado Temporário do Bolhão (MTB) ultrapassou as suas “expetativas”, destacando que a “chave” da satisfação dos comerciantes se deve à “identidade” criada com eles pela Câmara do Porto.

“Esta identidade entre quem liderou o processo e os comerciantes foi a chave do que vemos aqui. Até agora não encontrei nenhum comerciante que discordasse [das novas instalações]”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa a meio da visita ao MTB, hoje inaugurado com 82 dos comerciantes do Mercado do Bolhão original, que fechou no sábado para obras de dois anos que devem começar na terceira semana de maio, segundo a autarquia.

E acrescentou: “Ultrapassa as minhas expetativas [o MTB]. Vejo que tem o apoio de todos os que se mudaram e estão felizes aqui. É também um espaço muito feliz em termos de arrumação, disposição e de lembrança àqueles que trabalham e trabalharam no Bolhão”.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas a meio da visita feita entre abraços, beijos e apertos de multidão a cada canto dos 5.600 metros quadrados do MTB, instalado no piso -1 do Centro Comercial La Vie, na rua Fernandes Tomás.

O Presidente da República (PR) começou hoje a visita ao Porto na porta do centenário Mercado do Bolhão, Monumento de Interesse Público desde 2013, que a Câmara do Porto quer transformar em “mercado público de frescos” com a empreitada que agora se prepara, orçada em 22 milhões de euros.

“Já estive lá dentro muitas, muitas vezes”, observou Marcelo.

“A primeira vez foi em 1959. Tinha 10 anos, vim com os meus pais e irmãos. Depois estive lá nos anos 60, 70, 80. Muitas saudades…”, descreveu o PR.

Suportado por andaimes desde 2005 devido a um alegado risco de ruína que só não levou ao seu encerramento porque os comerciantes impediram, o Bolhão teve um primeiro projeto de requalificação em 1998 e dois planos de intervenção durante o mandato do social-democrata Rui Rio, mas nunca nada saiu do papel.

Marcelo Rebelo de Sousa seguiu depois a pé até ao MTB e, durante o percurso, foi engolido por uma multidão que quis cumprimentá-lo, dar-lhe beijos, tirar fotografias e elogiá-lo como “o melhor presidente”, num cenário que se repetiu dentro das novas instalações dos comerciantes do Bolhão.

Para o presidente da câmara, o independente Rui Moreira, a inauguração do MTB foi um “passo muito importante” para recuperação do mercado.

“Os comerciantes confiaram no que estava a ser feito. Houve uma grande união à volta do projeto. Todas as forças políticas se uniram e os comerciantes acreditaram”, destacou.

“Finalmente temos um mercado temporário que dignifica muito os comerciantes. Agora, a cidade tem de responder. É preciso demonstrar a vitalidade desta atividade”, acrescentou.

Moreira agradeceu ainda ao PR por ter aceitado o convite para visitar o MTB, algo “muito simbólico relativamente à união que há em volta do projeto”.

Concluído desde setembro, o MTB recebeu um investimento de 850 mil euros por parte da autarquia e inclui, entre outros espaços, 61 bancas de talho, fruta, legumes ou peixaria e quatro restaurantes, divulgou o município.

De acordo com informações divulgadas pela câmara em dezembro, dos 140 comerciantes do Bolhão, 100 manifestaram vontade de regressar ao edifício original após a recuperação – destes, 84 ficam no MTB (o portal de notícias da autarquia referia serem 82, na segunda-feira), ao passo que seis continuam a atividade noutros locais.

Quarenta lojistas optaram por cessar a atividade com o encerramento do Bolhão.

No MTB, os comerciantes podem funcionar com um horário alargado: durante a semana, o novo espaço está aberto até às 20:00 (antes encerrava às 17:00) e, aos sábados, prolonga a abertura até às 18:00 (fechava às 13:00).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.