Início Acidentes Em atualização Atirador mata dois polícias e um civil na Bélgica. Suspeito...

Em atualização Atirador mata dois polícias e um civil na Bélgica. Suspeito foi “neutralizado”

199
0

Um homem matou a tiro dois polícias e um civil esta terça-feira, 29 de maio, em Liège, na Bélgica. O atirador acabou por ser “neutralizado”

Um atirador matou esta terça-feira, 29 de maio, dois polícias e um civil antes de ser abatido. O incidente teve lugar em Liège, na Bélgica, perto de um café na Avenida d’Avroy.

O centro de crise anti-terrorista está a monitorizar a situação, informou o ministro do Interior Jan Jambon através do Twitter. @https://twitter.com/CrisiscenterBE?

 

Em conferência de imprensa, a Procuradoria do rei esclareceu que às 10:30 (09:30 de Lisboa) um homem com uma arma branca atacou dois polícias pelas costas, desferindo vários golpes, e desarmou-os, matando-os em seguida.

O atacante disparou depois sobre um jovem de 22 anos que se encontrava no lugar do passageiro numa viatura, tendo depois entrado numa escola secundária onde tomou uma mulher como refém.

O suspeito foi abatido quando saiu da escola disparando, tendo ainda ferido dois polícias nas pernas.

Não é claro o que motivou o atirador, que fez ainda uma refém no decorrer do ataque.

O jornal La Libre Belgique, que cita uma fonte policial, escreve que o atirador gritou “Allahu Akbar” – “Deus é Grande” em árabe – e a RTBF acrescenta que as autoridades investigam uma possibilidade de o suspeito se ter convertido ao islamismo e radicalizado na prisão.

“(Terrorismo) é uma das questões em discussão, mas no momento todos os cenários estão em aberto”, disse um porta-voz do centro de crise à Reuters.

“Violência cobarde e cega em Liège. Todo o nosso apoio às vítimas e seus entes queridos. Estamos a acompanhar a situação com os serviços de segurança e o centro de crise”, escreveu o primeiro-ministro Charles Michel na sua conta da rede social Twitter.

Liège é uma cidade industrial belga que fica junto à fronteira da Alemanha e foi palco de um tiroteio em 2011, quando um atirador matou quatro pessoas e feriu outras 100, acabando por se suicidar.

A Bélgica está em alerta elevado desde que foi descoberta uma célula do autoproclamado Estado Islâmico em Bruxelas que teve envolvimento nos ataques de Paris em 2015 e nos ataques em Bruxelas em 2016, provocando um total de 162 duas mortes — 130 em Paris e 32 em Bruxelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.