Início Sci-Tech Astronomia Astrónomos detetam pela primeira vez hélio num ‘Júpiter’ fora do Sistema Solar

Astrónomos detetam pela primeira vez hélio num ‘Júpiter’ fora do Sistema Solar

230
0
COMPARTILHE

Astrónomos detetaram pela primeira vez hélio, o segundo elemento químico mais abundante no Universo, na atmosfera de um planeta fora do Sistema Solar com quase o mesmo tamanho de Júpiter, foi hoje divulgado.

Para a deteção deste gás na atmosfera do exoplaneta WASP-107b, os astrónomos usaram o telescópio espacial Hubble.

O WASP-107b, que tem dimensões aproximadas às do gasoso Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar, está a cerca de 200 anos-luz da Terra e demora menos de seis dias a completar uma volta em torno da sua estrela.

“O hélio é o segundo elemento mais comum no Universo, depois do hidrogénio. É também um dos principais constituintes dos planetas Júpiter e Saturno. Contudo, até agora, não tinha sido detetado em exoplanetas”, afirmou a coordenadora da equipa internacional de astrónomos, Jessica Spake, da Universidade de Exeter, no Reino Unido, citada em comunicado da agência espacial europeia ESA, que opera o Hubble em cooperação com a congénere norte-americana NASA.

A equipa descobriu hélio no WASP-107b analisando o espetro de radiação infravermelha na atmosfera do planeta (isto é possível porque uma pequena quantidade de luz da estrela-hospedeira do planeta passa através da sua atmosfera deixando nela a assinatura do espetro de luz da estrela).

A quantidade de hélio detetada na atmosfera do exoplaneta é tão grande que a sua camada superior estende-se por dezenas de milhares de quilómetros no espaço, sustentam os autores da investigação, publicada na revista científica Nature.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here