Início Sci-Tech Astronomia VESL, a nova ferramenta da NASA que permite ver os efeitos do...

VESL, a nova ferramenta da NASA que permite ver os efeitos do aquecimento global

202
0
COMPARTILHE

O aquecimento global existe e podemos vê-lo através de gráficos simulados pela NASA. A ferramenta, chamada Virtual Earth System Laboratory (VESL), é nova e fruto de várias investigações. E vem lançar o alerta aos mais distraídos: o planeta vai mudando ao longo dos anos.

“Bem-vindo ao Virtual Earth System Laboratory (VESL) para pesquisa”. É assim que a NASA apresenta a sua nova ferramenta de simulação, que permite observar a reação dos glaciares às alterações climáticas, a subida do nível médio das águas do mar e a descida em altura dos blocos de gelo.

Nesta página, desenvolvida pelo Jet Propulsion Laboratory do Instituto de Tecnologia da Califórnia, é possível ver as alterações climáticas através de simulações científicas, em várias categorias, a partir de 2003 e até aos dias de hoje.

Glaciares

  • Como reagem os glaciares no Alasca, na Patagónia ou nos Himalaias às variações da temperatura na superfície terrestre? Através de gráficos interativos, é possível ver as diferenças ocorridas no glaciar Columbia, no Alasca, e no glaciar Haig, no Canadá.

Lençóis de gelo

  • Como evoluem os lençóis de gelo da Gronelândia e da Antártida? Pela fricção das placas de gelo, o nível do mar nas próximas décadas pode aumentar, bem como devido à queda de neve e às mudanças de temperatura. Com os comandos, pode visualizar-se o impacto da fricção nos lençóis de gelo da Gronelândia.

Nível do mar

  • Se o nível do mar sobe, o que desaparece na terra? Neste modelo consegue perceber-se o impacto no litoral da Antártida, da Gronelândia e na costa de vários Estados americanos. Além disso, é também possível calcular o aumento ou diminuição do nível local do mar, bem como mapear as mudanças na espessura do gelo nas áreas glaciares do planeta.

Estado dos solos

  • Como variam os fluxos de calor geotérmico? Com o aumento da temperatura, os lençóis polares vão derretendo, o que tem impacto nos solos. Através do mapa, são visíveis as zonas mais afetadas na Gronelândia.

Além de se dedicar à investigação — que possibilita estes mapas interativos que simulam situações climáticas extremas — a NASA contribui assim para consciencializar a população mundial, que passa assim a ter uma forma de ver em primeira mão o que acontece ao planeta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here