Início Política PSD: Rio defende que partido “não é nem nunca será” de direita...

PSD: Rio defende que partido “não é nem nunca será” de direita nem pode ser “muleta de poder”

386
0
COMPARTILHE

O antigo presidente da Câmara do Porto Rui Rio defendeu hoje que o PSD “não é nem nunca será” um partido de direita, mas de centro, nem “uma muleta de poder”.

Na apresentação da sua candidatura à liderança do PSD, em Aveiro, Rui Rio defendeu que “o PPD que Sá Caneiro e Francisco Balsemão” fundaram, entre outros, tem “raízes profundas” na classe média e é “transversal a toda a sociedade”.

“É um partido do centro, que vai do centro-direita ao centro-esquerda. Não é um partido de direita, tal como alguns o têm tentado caracterizar. Não é, nem nunca será”, defendeu.

Por outro lado, no final do seu discurso de sete páginas, lido em menos de 20 minutos, Rui Rio defendeu que o PSD tem de ser o agente da mudança política em Portugal: “O PSD é um partido de poder, não é muleta de poder”.

“Para o PSD, este será o primeiro dia da sua caminhada para a reconciliação com os portugueses. Mas, para Portugal, este terá de ser, acima de tudo, o princípio do fim desta coligação parlamentar que hoje, periclitantemente, nos governa”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here