Início Incêndios Porto de Mós era o fogo que mobilizava mais meios às 09:00

Porto de Mós era o fogo que mobilizava mais meios às 09:00

285
0
COMPARTILHE

Pelas 09:00 de hoje lavravam em Portugal Continental 10 incêndios, sendo nessa hora o fogo em Porto de Mós o que que mobilizava mais operacionais e meios de combate, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

O fogo que lavra no concelho de Porto de Mós, distrito de Leiria, tinha pelas 09:00 duas frentes ativas que estavam a ser combatidas por 204 operacionais, apoiados por 68 veículos e dois meios aéreos, estando previsto o reforço destes meios durante a manhã, referiu a adjunta-nacional de operações da ANPC, Patrícia Gaspar, num ‘briefing’ na sede daquela entidade em Carnaxide, Oeiras.

O incêndio de Porto de Mós lavra no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros e há “três povoações (Alto de Alvados, Portela de Cima e Carrascos) na linha de desenvolvimento do fogo, mas não há risco direto” para as mesmas, afirmou.

A responsável destacou ainda um outro incêndio, com uma frente ativa, que lavra em Baião, no distrito do Porto, e que pelas 09:00 estava a ser combatido por 89 homens com o apoio de 23 veículos e dois meios aéreos.

Tendo em conta as previsões meteorológicas para o dia de hoje, Patrícia Gaspar apelou a que as pessoas “adequem os seus comportamentos”. Segundo a adjunta-nacional de operações da ANPC, hoje “será garantidamente um dia trabalhoso”.

No domingo, a ANPC registou 304 fogos, fazendo de 21 de agosto “o dia com mais incêndios desde 01 de janeiro”.

Hoje, desde as 00:00, foram registados 59 incêndios.

Desde 11 de agosto, os incêndios florestais e respetivo combate provocaram um morto (o piloto de um helicóptero que caiu no domingo no combate a um incêndio em Castro Daire, distrito de Viseu) e 125 feridos (89 operacionais e 36 civis), 117 dos quais ligeiros e oito graves.

Vários concelhos na grande maioria dos distritos de Portugal continental estão hoje em risco máximo de incêndio, de acordo com informação disponibilizada na página do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) na Internet.

Além disso, o IPMA colocou sob aviso laranja nove distritos devido à “persistência de valores elevados da temperatura máxima”.

Até às 20:59 de hoje estão sob aviso laranja os distritos de Bragança, Viseu, Guarda, Vila Real, Castelo Branco, Portalegre e Braga, Santarém e Coimbra.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o “reduzido” e o “máximo”. O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O ‘aviso laranja’ é o segundo mais grave de uma escala de quatro e indica situação meteorológica de risco moderado a elevado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here