Início Culturas Música Carminho em dez palcos nacionais, em dois deles com Tiago Bettencourt

Carminho em dez palcos nacionais, em dois deles com Tiago Bettencourt

200
0
COMPARTILHE

A fadista Carminho tem previsto dez espetáculos até ao final o mês, dois deles em conjunto com Tiago Bettencourt, em Cascais e em Lagoa, no Algarve, anunciou a sua produtora.

No sábado, Carminho atua em Fronteira, no Alto Alentejo, no dia seguinte em Tavira, no Algarve, e, na segunda-feira, na Batalha, no distrito de Leiria.

A fadista, distinguida com dois Prémios Amália, tem quatro álbuns editados, o mais recente, “Carminho Canta Tom Jobim”, saído no ano passado, no qual, entre outros temas, incluiu “Sabiá” e “Retrato a Preto e Branco”.

A fadista tinha gravado no álbum anterior, “Canto” (2014), o tema “Saudades do Brasil em Portugal”, estreado por Tom Jobim e Amália Rodrigues em dezembro de 1969, em Lisboa.

Nesta digressão, a criadora de “Disse-te Adeus” (Manuela de Freitas/Marcha de Raul Pinto) é acompanhada pelos músicos Luís Guerreiro, na guitarra portuguesa, Flávio Cardoso, na viola, Marino de Freitas, na viola baixo, Ivo Costa, na percussão, e Rúben Alves, nos teclados, acordeão e xilofone.

Depois da Batalha, onde atua na próxima segunda-feira, Carminho canta na terça-feira na Igreja de Santo António, em Lisboa, no âmbito de uma iniciativa camarária, celebrando o nascimento há 826 anos de Santo António, batizado Fernando de Bulhões.

A iniciativa parte da lenda, segundo a qual o santo lisboeta nasceu no dia 15 de agosto de 1195, numa casa junto à Sé, onde hoje se ergue a igreja, anexa à qual se encontra o Museu Antoniano.

O programa celebrativo antoniano abre na segunda-feira, às 21:30, com a exibição ao ar livre, no largo fronteiro à igreja, do documentário de Gonçalo Cadilhe, “Nos Passos de Santo António”. Carminho canta na igreja na terça-feira, feriado nacional, às 20:00.

A fadista prossegue a sua digressão nacional em Cascais, no dia 20, dia em que completa 33 anos, com uma atuação nas Festas do Mar, apresentando um espetáculo com o músico Tiago Bettencourt.

Esta não é a primeira vez que os músicos atuam juntos. Em maio último apresentaram-se no concerto celebrativo dos cem anos do Coliseu Micaelense, em Ponta Delgada, e, em agosto do ano passado, no Casino Estoril.

No dia 21 de agosto, a solo, Carminho atua em Monção, no Alto Minho, seguindo para Lagoa, no Algarve, onde volta a cantar com Tiago Bettencout, no âmbito da programação musical da FATACIL – 38.ª Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio e Indústria de Lagoa, no Parque Municipal de Feiras e Exposições daquela cidade do barlavento algarvio.

No dia 25, novamente a solo, a criadora de “Saia Rodada” atua em São Pedro do Sul, no distrito de Viseu, e, no dia seguinte, nas Caldas da Rainha e, finalmente, fecha o mês de agosto, no dia 27, em Porto Côvo, no Baixo Alentejo.

Carminho estreou-se discograficamente a solo em 2009 com “Fado”, apesar de já ter cantado, quer na casa de fados da mãe, a fadista Teresa Siqueira, no bairro lisboeta de Alfama, a Taverna do Embuçado, quer em alguns espetáculos, como a Gala Carlos Zel, no Casino Estoril, em 2008, e num espetáculo de homenagem ao poeta José Luís Gordo, na Vidigueira, no Baixo Alentejo, em 2005.

Em 2006, participou na gravação do CD “O terço cantado”, e tinha já gravado quatro fados, na Suíça, com a Tertúlia de Fado Tradicional. Em 2008, gravou “Gritava contra o silêncio”, excerto de um conto de Sophia de Mello Breyner Andresen, no primeiro disco de inéditos de João Gil.

Ao longo da sua carreira, a fadista tem gravado com artistas de outras áreas musicais, designadamente com os brasileiros Chico Buarque, Milton Nascimento, Marisa Monte, Ney Matogrosso, Nana Caymmi e com o espanhol Pablo Alborán.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here