Início Política Autárquicas: Mais de 20 antigos presidentes querem voltar a liderar Câmaras Municipais

Autárquicas: Mais de 20 antigos presidentes querem voltar a liderar Câmaras Municipais

285
0

Mais de 20 antigos presidentes de Câmaras Municipais querem voltar a ocupar o lugar em 2017, muitos deles como candidatos por movimentos independentes, por não terem o apoio do partido a que pertenceram.

Muitos destes presidentes ficaram impedidos de se recandidatar em 2013 devido à lei que limita a três o número de mandatos consecutivos permitidos.

Entre os “dinossauros” que querem voltar estão os (agora) independentes Isaltino Morais à Câmara de Oeiras (Lisboa), Narciso Miranda a Matosinhos e Valentim Loureiro a Gondomar (ambas no distrito do Porto).

Isaltino presidiu a Oeiras pelo PSD entre 1985 e 2002 e foi reeleito em 2005 e em 2009 sem o apoio social-democrata.

Narciso foi eleito presidente socialista de Matosinhos entre 1976 e 2005, tendo perdido as eleições de 2009 já à frente de um movimento independente, e Valentim foi presidente de Gondomar durante 20 anos, entre 1993 e 2013, primeiro pelo PSD e depois como independente.

A Elvas (Portalegre) concorre também como independente o antigo autarca socialista Rondão de Almeida (entre 1993 e 2013) e, em Belmonte (Castelo Branco), Amândio Melo, que esteve na Câmara durante 20 anos, 14 deles na presidência, sempre eleito pelo PS, vai candidatar-se por um movimento independente por não ter tido o apoio do partido.

Em Castelo Branco, na Covilhã, o ex-autarca Carlos Pinto, presidente deste município durante 20 anos pelo PSD, candidata-se como independente e prometeu entregar o cartão de militante, enquanto em Penamacor Domingos Torrão, que liderou o município entre 2001 e 2013, primeiro pelo PSD e nos dois mandatos seguintes pelo PS, decidiu agora avançar por um movimento independente.

João Cepa, presidente de Esposende (Braga) durante 15 anos, sempre pelo PSD, é candidato como independente e, em Pombal (Leiria), Narciso Mota, presidente entre 1993 e 2013, desfiliou-se do PSD e também encabeça um movimento de cidadãos.

Na Madeira, Carlos Pereira já foi presidente de Santana de 1988 a 2009 pelo PSD e volta agora num movimento independente.

O PS apresenta como candidato a Oeiras Joaquim Raposo, que foi 16 anos presidente do vizinho concelho da Amadora, eleito pela primeira vez em 1997.

José Veiga Maltez, presidente entre 1997 e 2013, é o candidato do PS à Câmara da Golegã (Santarém) e António Murta, que já foi presidente da Câmara durante 16 anos, volta a ser o candidato do PS em Vila Real de Santo António (Faro).

A lista do PS à Câmara de Faro é encabeçada pelo deputado António Eusébio, que já presidiu à autarquia vizinha de São Brás de Alportel durante 12 anos.

Fernando Costa, presidente das Caldas da Rainha (Leiria) durante 27 anos e vereador em Loures (Lisboa) no último mandato autárquico, é agora a proposta do PSD para Leiria.

Ainda neste distrito, o PSD anunciou o regresso de Fernando Marques, antigo presidente da Câmara de Ansião, à corrida por esta autarquia.

Fernando Seara, que alcançou o limite de mandatos em Sintra, é o candidato do PSD a Odivelas, Júlia Paula Costa é candidata social-democrata para regressar à Câmara de Caminha (Viana do Castelo) e João Marques, atual provedor da Misericórdia de Pedrógão Grande (Leiria), é a aposta do PSD para reconquistar esta câmara, que presidiu de 1997 a 2013.

Manuel Rodrigo Martins recandidata-se a Miranda do Douro (Bragança), onde foi presidente pelo PSD durante três mandatos, e em Almodôvar (Beja) o antigo presidente da Câmara pelos sociais-democratas António Sebastião volta a candidatar-se encabeçando, como independente, a lista do PSD.

Para Montemor-o-Novo, em Coimbra, o PSD escolheu Luís Leal, que liderou esta Câmara durante 12 anos, e para o Entroncamento (Santarém) o partido aposta no regresso de Jaime Ramos, que já esteve três mandatos à frente do município, até 2013.

Litério Marques foi presidente da Anadia (Aveiro) entre 1995 e 2013 com o apoio do PSD, que lhe retirou o cartão de militante quando criou o Movimento Independente Anadia Primeiro, que venceu as eleições em 2013. Agora voltou a receber o cartão de militante e é candidato de novo pelos social-democratas a esta câmara.

O ex-Governador Civil de Coimbra Jaime Ramos aparece este ano à cabeça da coligação Mais Coimbra (PSD, CDS, PPM e MPT), mas já foi presidente da Câmara vizinha de Miranda do Corvo em 1979 e 1982 pela AD (Aliança Democrática) e em 1985 e 1989 pelo PSD.

Ana Cristina Ribeiro esteve à frente da Câmara de Salvaterra de Magos (Santarém) com o apoio do Bloco de Esquerda entre 2001 e 2013 e volta a candidatar-se pelo BE à mesma autarquia.

O histórico presidente de Marco de Canaveses Avelino Ferreira Torres anunciou a intenção de se candidatar à Câmara de Amarante (Porto), mas retirou-se recentemente por questões de saúde.

António Rodrigues, antigo presidente de Torres Novas (Santarém) e apontado como provável candidato, revelou no final de julho que ia deixar o PS por estar desiludido com o partido, esclarecendo que não se iria candidatar como independente, mas deixando em aberto essa possibilidade no futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.