Início Comunidades E.U.A: Português confessa venda ilegal de espécies protegidas

E.U.A: Português confessa venda ilegal de espécies protegidas

720
0

O empresário português Carlos Rafael, acusado de capturar e vender espécies protegidas de peixe nos EUA, vai assumir a culpa na próxima quarta-feira.

Segundo a procuradoria-geral dos EUA, Carlos Rafael vai comparecer em tribunal para confessar a culpa dos crimes de incumprimento de quotas e contrabando dos lucros para Portugal.

A procuradoria não confirmou se a confissão significa que o empresário e o tribunal chegaram a acordo e o caso não segue para julgamento.

O imigrante da ilha do Corvo é dono de uma das maiores operações de pesca comercial do noroeste americano, a Carlos Seafood Inc, e aguarda julgamento em liberdade, com pulseira eletrónica, depois de ter pago uma caução de um milhão de dólares (cerca de 930 mil euros).

O empresário, de 64 anos, conhecido por ‘codfather’ (um trocadilho com as palavras bacalhau e o título do filme Padrinho em inglês) está a ser acusado de 27 crimes, incluindo conspiração e prestação de registos falsos.

Segundo a acusação, o imigrante açoriano mentiu durante anos às autoridades sobre as quantidades e espécies de peixe capturadas pela sua frota para contornar quotas de pesca sustentável. Rafael venderia depois o peixe por “sacos de dinheiro” a um vendedor por atacado de Nova Iorque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.