Início Comunidades Autor da primeira petição discutida no parlamento português lança abaixo-assinado sobre consulado...

Autor da primeira petição discutida no parlamento português lança abaixo-assinado sobre consulado em Londres

283
0

O autor da primeira petição pública a ser debatida em plenário na Assembleia da República lançou um abaixo-assinado em que apela ao Presidente da República o reforço dos meios no consulado de Portugal de Londres.

Gilberto Ferraz, antigo jornalista e funcionário da BBC, invoca a sua condição de “um dos mais antigos membros da comunidade lusa no Reino Unido” para se dirigir a Marcelo Rebelo de Sousa, a quem solicita “empenho e ações urgentes” para solucionar a “situação cada vez mais crítica” do posto.

O português de 83 anos, que vive no Reino Unido há mais de meio século, refere que o recente afluxo de emigração portuguesa para o país aumentou o volume de atendimento, que será agravado com os pedidos de documentação para efeitos de residência devido à saída britânica da União Europeia.

Na petição, apela a “um imediato aumento de estruturas consulares de atendimento, com base em maior número de pessoal” e à extensão do horário de funcionamento ou medidas que permitam o serviço fora do horário normal de trabalho.

A petição lançada há cerca de duas semanas na Internet [http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT84851] recolheu por enquanto pouco mais de uma centena de assinaturas, estando o autor agora a trabalhar na divulgação.

“Está um bocadinho lento porque necessita ação: as pessoas falam muito, mas a ação é demorada”, reconheceu, em declarações à agência Lusa.

Esta não é a primeira iniciativa cívica de Gilberto Ferraz: em 2008, dinamizou uma outra petição contra o fim do voto por correspondência dos residentes no estrangeiro, que reuniu 5.533 assinaturas e conseguiu ser debatida na Assembleia da República.

A proposta de alteração à Lei Eleitoral partiu do partido Socialista e chegou a ser aprovada pelos deputados, mas foi vetada e acabou por ser abandonada pelo partido então no poder.

Recentemente, uma outra petição relacionada com o recenseamento eleitoral dos emigrantes com origem também em Londres, pelo Movimento Também Somos Portugueses, também chegou ao Parlamento e obteve cedências do governo em algumas das pretensões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.