Início Culturas Cinema “11 minutos”, de Jerzy Skolimowski, vence Lisbon Estoril Film Festival 2015

“11 minutos”, de Jerzy Skolimowski, vence Lisbon Estoril Film Festival 2015

583
0

O filme “11 minutos”, do polaco Jerzy Skolimowski, venceu o prémio de Melhor Filme, do Lisbon & Estoril Film Festival 2015 (LEFF), que termina hoje, anunciou a organização.

Neste filme, o realizador de “Moonlighting” (1982) e “Quatro noites com Anna” (2008), que marcou o seu regresso ao cinema após 17 anos em que se dedicou à pintura, continua a contar histórias sobre pessoas e relações vulneráveis, como quem escreve contos morais, segundo a organização do LEFF.

O filme, que foi nomeado para o Leão de Ouro no Festival Internacional de Veneza deste ano, e que o comité da Polónia escolheu para candidato ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2016 – acompanha 11 minutos da vida de oito cidadãos de Varsóvia, num retrato do vazio e solidão humanas no mundo moderno.

Publicidade

O prémio especial do Júri João Bénard da Costa foi atribuído a “Chant d’hiver”, do georgiano Otar Iosseliani, um filme que marcou presença na edição deste ano do Festival de Locarno e que, através de uma viagem por um elegante bloco de apartamentos de Paris, aborda o passado, o presente e o futuro. O prémio constitui uma homenagem ao cinéfilo e antigo diretor da Cinemateca Portuguesa João Bénard da Costa.

O prémio Revelação foi para “The Childhood of a leader”, a primeira longa-metragem do norte-americano Brady Corbet, que se inspira na experiência de infância de muitos dos ditadores do século XX.

O filme é uma parábola sobre ascensão do fascismo no século XX e conta a história de um jovem americano que vive em França, em 1918, e cujo pai trabalhou para o Governo norte-americano, na elaboração do Tratado de Versalhes.

O Prémio para a Melhor Curta-Metragem, que distingue o trabalho dos alunos das Escolas de Cinema Europeias e que este ano foi decidido por um júri composto por Sara Driver, Martín Rejtman e Nicoletta Braschi, foi para “Mother Earth”, do polaco Piotr Zlotorowicz, que conta a história de um conflito entre as expectativas de um pai e a força e sensibilidade do seu filho.

Nesta categoria, foi ainda atribuída uma Menção Honrosa a “Marasmo”, de Gonçalo Loureiro, que conta a história de José, um camionista de longo curso que, forçado pelo seu trabalho, se vê afastado da família até, por eles, só sentir indiferença.

O júri desta edição do Lisbon & Estoril Film Festival foi composto pela atriz Sabine Azéma, o matemático Cédric Villani, a realizadora Jessica Hausner, o fotógrafo Andrei Tarkovsky, o arquiteto Pedro Gadanho e o pianista Itamar Golan.

O Lisbon & Estoril Film Festival decorreu desde o dia 06 e termina hoje, ao final da tarde, no centro Cultural de Belém, Lisboa, onde, após a cerimónia de encerramento do certame, será exibido, em antestreia, o filme “Knight of cups – Cavaleiro de Copas”, do norte-americano Terrence Malick.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.